O concorrente que está do seu lado, mas bem longe!

Você já pensou em quais são seus concorrentes?

O conceito de concorrência mudou muito nos últimos anos. O comerciante que disputa clientes na mesma rua que você não é necessariamente o seu maior concorrente. Em termos geográficos, pode até ser, mas a geografia hoje está cada vez mais longe de ser um fator determinante em negócios.

O anunciante da página ao lado do jornal no qual fez seu anúncio semanal também não necessariamente é um concorrente forte. Muito provavelmente os seus maiores concorrentes são empresas que sabem como entrar na mente do seu usuário sem nem ao menos você conhecê-lo. Eles vão até onde o seu consumidor está mais propenso a comprar – eles oferecem uma proposta de valor personalizada e com um custo muito menor do que o seu. Eles são as novas grandes empresas que, mesmo sem estar na mesma rua ou página de jornal que você, disputam clientes com sua empresa de igual para igual – eles estão na Internet.

Leia esse trecho da Época Negócios:

O McDonald’s tem uma estratégia muito agressiva na internet como canal de venda. O vice-presidente de marketing e comunicação da empresa, Mauro Multedo, informa que hoje 20% das vendas de delivery são provenientes da internet. “Esse percentual deve aumentar rapidamente para 50% quando passarmos a permitir o pagamento com cartão de crédito online”, diz.

O McDonald’s, que tem seus pilares na localização de suas lojas, continua investindo de forma agressiva na Internet. Isso mostra que a empresa entende que, em um curto período de tempo, haverá as empresas interativas e as empresas falidas. Ou você conversa com seu cliente através da web, ou ele vai procurar outra empresa para conversar.

O engraçado é que essa conversa só acontece nos bastidores e, por isso mesmo, ela é muito difícil de ser mensurada, vista ou avaliada pelas empresas que não participam dela. É o relacionamento invisível que começa a ameaçar seu negócio sempre que um cliente seu entra sorrateiramente em um site do seu concorrente ou recebe um e-mail dele.

Hoje existem ações de marketing que se desenvolvem debaixo de nossos narizes, ou de nossos monitores, e nem por isso conseguimos vê-la, mensurar seus resultados ou avaliar o impacto delas sobre nossos negócios. O concorrente invisível está agindo a todo o momento seduzindo seus clientes e você não consegue ver como nem onde.

O concorrente invisível entra nas casas de seus atuais clientes sem ao menos sabermos quem ele é. Faz isso sem estardalhaço, sem colocar outdoors nas ruas ou campanhas na TV. É um ente que tira seus clientes de sua empresa sem você saber porque.

Esse concorrente invisível é de várias formas, segmentos ou tamanhos. Ele está na Internet 24 horas por dia se relacionando com seus clientes, atraindo-os para um comprometimento cada vez maior com suas marcas e oferecendo produtos e serviços bem mais atraentes do que os seus.

A Casa & Vídeo – magazine muito presente no Rio de Janeiro – faz anúncios em diversas cidades do país na qual ela não tem uma loja sequer – direcionando os leitores para o site da loja.

Pense na cidade em que você se escontra. Provavelmente as lojas mais tradicionais de sua localidade não é a loja que domina o comércio eletrônico de sua região. O Submarino e o Mercado Livre não tem uma loja sequer e rouba grossas fatias de seus compradores.

O conceito de concorrência não é mais o mesmo. O concorrente invisível pode minar seus clientes sem nem ao menos sua empresa saber para onde ele está (ou se ele “está” em algum lugar).

É claro que essa moeda tem dois lados. A sua empresa também pode ser o concorrente invisível. Também pode ganhar clientes em qualquer lugar do país ou do mundo tirando clientes de tradicionais e estabelecidas lojas ou empresas de cada região. Também pode seduzir clientes que nunca chegariam a você se não fosse por meio da web.

Que a Internet não é uma moda passageira ou uma onda, você já sabe. O que você provavelmente ainda não sabe é como utilizar essa ferramenta que todos dizem ser a 8ª maravilha do mundo de forma a lhe gerar faturamento. Esse é um problema comum já que as faculdades não formam profissionais interativos. Estes se formam na prática, aprendendo com os seus próprios erros e acertos.

Pense no conceito de concorrência invisível e avalie sua estratégia de marketing de maneira a enxergar o que está de fato acontecendo no novo mundo digital. Seja um concorrente invisível ou seja engolido por ele.

  • Rafael Paulino

    Conrado Adolpho, o seu post faz muito sentido e felizmente descobri todo esse mundo quando li seu livro 8ps. Agora minha mente pensa em estratégia, não apenas em ficar fazendo orçamentos aos clientes que nem sabia se iria comprar. Obrigado!!!!

  • Jose Carlos

    Conrado, você tem razão. Eu até já tive um insight a esse respeito em uma determinada situação, mas na correria do dia não fiz nenhuma anotação e acabei esquecendo. Obrigado