Os visionários são homens que modificam a direção tomada pela humanidade e mostram um novo caminho. Quando esses viosionários tem o poder do marketing em sua retaguarda, isso se torna bem mais fácil. Alguns morrem – Sócrates foi um deles. Alguns obtém sucesso e fama – Steve Jobs foi um deles, Jay Chiat foi outro. O que resulta do trabalho conjunto de dois visionários sempre é uma disrupção – algo que muda todos os padrões vigentes. Vamos relembrar um desses momentos em que a humanidade Continue lendo

É engraçado, mas poucos que me conhecem sabem que sou afccionado por jazz. Sou capaz de escutar por hora a fio suas linhas melódicas e, recentemente descobri que escutar jazz enquanto estou trabalhando aumenta meu rendimento em pelo menos 200%. Principalmente Bebop. Engraçado, não é? As improvisões sobre o tema, comuns no jazz, levam muito – inclusive a mim – ao delírio. A música leva-nos a um estado alterado de consciência em que naquele breve momento do acorde o mundo sucumbe à melodia. Um momento Continue lendo

De acordo com o economista americano Joseph Schumpeter, o empreendedorismo é o que, de fato, move a economia de um país. Se ele estivesse vivo para ver a nova onda de empreendedores que surge em todo o mundo, ficaria orgulhoso de ver que suas observações, bem ou mal, foram seguidas. Empreendedores, seja por necessidade ou por oportunidade, surgem em todos os lugares – no Brasil, como sabemos, surgem mais do primeiro caso do que do segundo. Em outros países onde, por sinal, há muito menos Continue lendo

Um belo conto de Dalton Trevisan… Dario vinha apressado, guarda-chuva no braço esquerdo e, assim que dobrou a esquina, diminuiu o passo até parar, encostando-se à parede de uma casa. Por ela escorregando, sentou-se na calçada, ainda úmida de chuva, e descansou na pedra o cachimbo. Dois ou três passantes rodearam-no e indagaram se não se sentia bem. Dario abriu a boca, moveu os lábios, não se ouviu resposta. O senhor gordo, de branco, sugeriu que devia sofrer de ataque. Ele reclinou-se mais um pouco, Continue lendo

Há cerca de cinco mil anos o homem inventou a escrita e deu um tremendo salto na história da humanidade. Passou a guardar o conhecimento e incrementá-lo a cada novo nascimento em vez de ter que recriá-lo de geração em geração. Com a Internet, o homem está prestes a dar mais um desses saltos, passando a não só guardar o conhecimento, mas recriar sobre a criação do outro, somando seu conhecimento ao de seus pares em uma colaboração global e sem limites.A partir do momento Continue lendo

O assunto nas rodinhas de tecnologia desse carnaval não é o desfile da Magueira e nem o bloco de carnaval em Salvador, mesmo porque muitos dos que mexem com tecnologia não gostam de carnaval. O assunto é a possível compra do Yahoo! pela Microsoft. Li um recente artigo sobre isso que colocou alguma luz sobre o assunto. A Microsoft, apesar de todo o seu poderio, está sentindo que o gato pode ainda não ter subido no telhado, mas está olhando fixamente para ele e está Continue lendo

Em “Das Kapital“, também conhecido como “O Capital”, conjunto de livros escritos a partir do fim do século XIX, Karl Marx pregava que o capitalismo tende a uma situação de monopólio, à medida em que os grandes conglomerados esmagam os pequenos produtores e compram ou aniquilam seus concorrentes como forma de frear a queda da margem de lucro frente à taxa de juros devido ao aumento da concorrência. Marx observava um movimento que se iniciava no mundo em que os cidadãos, desprovidos dos meios de Continue lendo