O ano era 1959, dez anos antes de Woodstock e de o homem pisar na lua, o mundo já ansiava pelas mudanças que estariam por vir na psicodélica década de 60. O publicitário Bill Bernbach e sua agência, atual DDB, lançariam o fusca nos Estados Unidos com o lacônico slogan “Think Small”, resultando em um estrondoso sucesso. Foi uma forte evidência de que tal campanha capturou de maneira singular o espírito contracultura da época. Do mesmo modo que o “Think Small” foi a resposta esperada Continue lendo

Você já pensou na quantidade de eventos que acontecem no Brasil e no mundo a todo momento? No entanto, pelo fato de os jornais, programas de rádio e TV ou revistas serem veículos limitados em seu espaço – por terem nascido na era da escassez – eles têm que escolher o que irão apresentar para o seu público. Cada segundo em um programa de rádio ou TV, ou cada centímetro quadrado em um jornal ou revista, deve ser pensado e repensado. A “economia dos átomos” Continue lendo

Se pararmos para pensar na quantidade de sites “quentíssimos” que aparecem por dia, isso nos tomaria, provavelmente, o mês inteiro. Boa parte deles, contudo, some no limbo cibernético da mesma maneira como surgiram. O maior exemplo foi, sem dúvida, a rede social 3D, Second Life. Para profissionais de marketing do mundo inteiro, tais ondas têm sido um verdadeiro pesadelo. A pergunta que ecoa nos departamentos de marketing “onde alocar no meio digital a verba de marketing da empresa?” parece ter uma nova resposta a cada Continue lendo

O Comércio Eletrônico tem se destacado a olhos vistos no Brasil e tem sido alvo de holofotes em todo o país devido às suas cifras e possibilidades. O seu crescimento ano a ano de dois dígitos contrasta de forma significativa com os outros setores da economia, até mesmo diante de uma crise global. Empresas dos mais diversos portes e segmentos estão percebendo que não aderir a tal estratégia de mercado é, em pouco tempo, estar fora do próprio mercado. É fato, porém, que saber o Continue lendo

Outro dia, li um artigo que falava sobre os “coolhunters” – em bom português, caçadores de tendências. Parece uma profissão futurista ou algo saído de filmes hollywoodianos (ou bollywoodianos, para ser mais “cool”). Os coolhunters, porém, são profissionais que detectam aquilo que, parafraseando Klee, um olho vê, o outro sente. Tais tendências se delineiam sutilmente nos tecidos de nossas vidas e, sem que percebamos de forma concreta como tudo aquilo começou, tomam forma e se definem como um hábito. Os coolhunters buscam exatamente tais pequenas Continue lendo

Essa notícia eu tinha que copiar na íntegra. Publicidade na web gera mais vendas que comercial na TV 24/08/09 Uma pesquisa divulgada esta semana pela empresa comScore apontou cenário diferente do que se costuma ouvir no mercado publicitário. Os dados comprovaram que campanhas publicitárias de produtos de consumo (alimentos e itens de higiene e limpeza) geraram mais retorno em na internet do que na TV em período de três meses. Segundo informa o blog Ideia 2.0, o estudo observou o comportamento de compra de 200 Continue lendo

Sempre digo em palestras que a mídia causa impactos inusitados e oportunistas no mundo online.Saiu uma notícia no IG sobre os efeitos da Gripe Suína no índice de confiança no comércio eletrônico. Tudo está interligado.Vale a pena ler a notícia e refletir um pouco sobre como criar maneiras do seu negócio pegar carona em fatos que todos já sabem e pesquisam sobre.