Se levo esse sorriso…

Esse mundo virtual, algumas vezes, é bem estranho. Se você não se policiar perde o fator humano. O calor que faz com que nos percebamos parte da mesma espécie. O monitor distancia e cria um autismo digital em que nos remete a falsa percepção de que nosso mundo nos basta. Schopenhauer tem uma frase que gosto muito e termino todas as minhas palestras com ela: “Todo homem toma os limites de seu próprio campo de visão como os limites do mundo”. Lembre-se sempre dessa frase para não cair nesse erro.

O mundo digital é só uma parte do mundo real, aquele no qual vivemos no dia a dia. O mundo que tem o cheiro de mato molhado que nenhuma máquina consegue imitar ou o por do sol que não consegue ser capturado em sua essência nem pela câmera mais potente. O mundo em que, somente lá, vemos do sorriso espontâneo da criança ou a sensação de beber nos lábios da mulher amada o perfume de seus sorrisos, como diria Vinícius. Esse mundo é o mundo real. E é sensacional.

Várias das pessoas que estão no meu Facebook ou no meu Twitter se resumem a nomes, fotos, informações compartilhadas. Há quem diga que somos o que compartilhamos, mas somos bem mais do que isso. Por isso faço questão de conversar com as pessoas ao final de cada palestra. A internet é uma rede de pessoas, não de computadores.

Gente é o que importa. Há uma frase que gosto muito que fala um pouco disso, “conseguimos fazer uma festa sem dinheiro, mas não conseguimos fazer uma festa sem amigos”. O dinheiro não está nos bancos, está na sua capacidade de ser feliz fazendo o que você gosta. Na sua capacidade de amar o ser humano em suas diferenças e se importar com cada um dos que cruzam seu caminho, se importar de maneira honesta e verdadeira. De viver com propósito.

Existe um conceito africano chamado de Ubuntu – o mesmo nome do universo Linux – que significa, segundo Mandela, que só somos humanos através da humanidade dos outros. Se privamos os outros de exercer a sua condição humana nos tornamos menos humanos também – “Eu sou porque nós somos”.

Encorajado pelas histórias de alguns amigos (que, por sinal, bem mais difíceis do que a minha), resolvi escrever um post com a história da minha vida. Conto para poucas pessoas, mas acho que é importante para que me entendam na totalidade, não só o Conrado palestrante, ou o Conrado autor de livro, mas o Conrado Adolpho ser humano. Não quero ser só um rosto nos Facebooks de vocês :)

Poderia escrever um livro com essa história, mas vou começar com um post. Um longo post, mas, ainda assim, um post…

Para quem não sabe, sou natural do Rio de Janeiro. Quando terminei o 2º grau na minha cidade natal, resolvi fazer uma faculdade de ponta, porém, como a maioria dos adolescentes, não sabia exatamente o que queria. Se naquela época – 1991 – houvesse internet, eu saberia.

No início daquela década de 90, tendo estudado no colégio marista São José boa parte da minha vida, só existiam 2 profissões que eu conhecia melhor: advocacia (profissão da minha mãe), medicina (profissão dos meus tios). Engenharia era algo que não fazia a mínima ideia que existia e muito menos para que servia. As preocupações naquela época eram de sobrevivência básica. Venho de uma família pertencente às “classes menos favorecidas”, para ser politicamente correto :)

Apesar de ter feito colégio particular, minha mãe trabalhava noite e dia para conseguir me manter nele. Amigos chegavam de carro, lógico, enquanto ela ia me buscar de ônibus. Carro na família só demorou mais que o nosso primeiro aparelho de telefone – que demorou tanto que quando veio, já não valia mais nada. A infância foi bem difícil (na verdade, bem mais difícil para a minha mãe, para que fosse mais fácil para mim).

Um dia, inocente, perguntando para a minha mãe qual era a melhor faculdade do país, ela me falou do IME e do ITA. Eu descobri que o IME era uma faculdade militar e que teria que seguir o sistema da caserna. Como sempre prezei a minha liberdade acima de tudo, escolhi fazer ITA, pois não era totalmente militar. Eu poderia fazer um ano como militar e os outros 4 como civil (e como fui criado escutando muitas história do “mundo real”, como o golpe militar e os anos de ditadura no Brasil, o conceito de democracia, quedas de muros e de estátuas, a vida militar não me agradava muito).

É lógico que entre escolher o ITA e entrar no ITA há uma distância muito grande. A distância da superação pessoal, e esta costuma ser bem grande. Estudei muito para conseguir passar no vestibular, o que consegui dois anos depois. Trago uma filosofia de vida que as pessoas não falham, elas desistem. Se minha história puder lhe ensinar algo, grave essa frase. É a mais importante de todo esse post.

Cursei 3 anos no ITA e, para o espanto de todos que me conheciam (e que sabiam o quanto eu havia estudado para entrar na faculdade considerada a mais difícil do país) resolvi abandonar o ITA. Não era o que eu de fato queria. Aquilo não estava me fazendo feliz. Fui trancado e o escambau…não era para mim…infelizmente.

Tenho uma meta clara de ser feliz a cada minuto da minha vida (sem, contudo, causar a infelicidade alheia) – esse é o bem maior que persigo. O dinheiro é apenas uma consequência do quão feliz você é. Dinheiro não é um fim, é um meio. Pena que a maioria não entende isso. As pessoas confundem o palco com a plateia. No palco estamos apenas representando papeis – o papel de cliente, o papel de diretor, o papel de vendedor. Na plateia, para a qual deveríamos descer após o horário de trabalho, somos todos iguais e o objetivo desde a Grécia, sempre foi a felicidade.

Esse é um tema que é central na minha vida. A felicidade é algo que você tem que lutar e resgatar o tempo todo (“resgatar” porque a felicidade está dentro de você e não fora. Não está no carro nem no iPad. Está na sua consciência e maneira de enxergar o mundo). Ser feliz dá muito trabalho.

Vejo a infelicidade nos olhos das pessoas dia a dia, ano após ano e isso é muito triste. Se as pessoas se conhecessem melhor, saberiam o que as faria feliz e o que as deixaria triste. A vida é um presente muito precioso para que seja o troco sejam mágoas, arrependimentos e ressentimentos. Empregos massacrantes, casamentos indesejados, profissões forçadas. Muitas pessoas só existem, não vivem.

Logo cedo descobri que ser feliz lhe impõe escolhas por muitas vezes bem difíceis. Largar o ITA não foi algo tão fácil quanto as breves palavras podem transparecer. Esse fato me causou profundas reflexões durante anos e anos. Saber o que você não quer não significa saber o que você quer. Eu estava nesse dilema, então, a única opção foi continuar procurando.

Resolvi escolher uma outra cidade para morar, mudar de ares. Começar de novo. Não queria voltar para o Rio de Janeiro. Tinha que vencer sozinho para provar a mim mesmo que o caminho que eu tinha escolhido estava certo (apesar de todos me dizerem que eu estava fazendo uma loucura…e até eu, em algum momento, comecei a achar que eles estavam certos).

Depois de passar durante alguns meses por cidades como Curitiba, Belo Horizonte e São Paulo, escolhi Campinas e já que estava em Campinas, resolvi fazer Unicamp. Prestei vestibular para engenharia civil, no final de 96. Passei, assisti apenas uma única aula e tive a certeza absoluta de que não queria fazer engenharia. Abandonei a segunda faculdade depois do primeiro dia de aula.

Cabe uma ressalva nesse ponto. Quando eu estava no ensino fundamental, na quinta série, com uns 12 anos, passei a fazer pulseiras e vendê-las na escola. Foi minha primeira “empresa”. Com uns 14 anos, na sexta série, em uma fase muito esotérica, passei a prestar serviço de fazer mapas astrais (e ainda estudava a fundo as pirâmides do Egito e era Rosacruz…ainda hoje sou intrigado com muitas coisas metafísicas, mas minha fase esotérica acabou). Essa fase durou por volta de 3 anos.

Depois disso, passei a vender camisetas com desenhos (que eu fazia). Um “amigo” meu chegou a roubar um desenho meu, enviar para um concurso e ganhar um prêmio (!). Mui amigo…

Desde a quinta série tinha descoberto o que queria fazer, mas não sabia que isso poderia ser uma maneira de ganhar a vida – montar empresas.

A pessoa que nasce para ser empreendedora tem certeza de quer sê-lo. Pode até lutar contra, mas acaba cedendo. É mais forte do que ela. Bom…a essa altura da minha vida, já tinha descoberto – tivera nascido para ser empreeendedor.

Dito isso, quando cheguei em Campinas e não consegui emprego (na verdade, não cheguei a procurar nada que ferisse meu “imaturo orgulho”), porque não tinha praticamente nenhuma qualificação. Tinha sido plantonista e dado aulas em São José dos Campos, enquanto fazia ITA. Era algo que eu poderia fazer, mas havia poucos cursinhos pré-vestibulares em Campinas na época e não consegui nenhuma vaga.

Nos primeiros 4 meses de Campinas, resolvi pular algumas etapas. Mesmo passando alguns dias do mês comendo pão e bebendo água (nada a ver com dietas ou coisas do gênero, mas por pura falta de dinheiro para me manter), e depois de alguns alugueis e condomínios atrasados, resolvi abrir uma empresa – um cursinho pré-vestibular.

Você pode achar que pulei alguma informação entre o “não ter dinheiro nem para comer” e o “resolvi abrir uma empresa”. Não pulei. Foi simples assim.

Sempre tive a opinião que quando queremos fazer algo, primeiro temos que decidir “o que fazer”, para depois decidirmos o “como fazer”. Uma vez que você sabe qual o seu caminho, tudo fica mais fácil porque você descobre para onde tem que ir, que direção tomar. Eu e mais 2 amigos – outros dois perdidos como eu e que também tinham abandonado o ITA – decidimos montar o cursinho pré-vestibular. Em dois anos, depois de muitas penúrias e incompetências administrativas, chegamos a ter cerca de 200 alunos…e um gasto que era maior do que a receita.

Enquanto tinha o cursinho, nas horas de dificuldade financeiras, resolvi não tirar dinheiro dele e trabalhar em outro lugar para sobreviver. Como obviamente não poderia dar aulas em nenhum outro cursinho em Campinas, resolvi tentar outra área.

Queria algo relacionado com criatividade e artes, uma vez que gosto de artes e sou razoavelmente criativo. Encontrei minha oportunidade em agências de propaganda. Isso, em 1.997. Daí começou a minha história com a propaganda e, posteriormente, com o marketing.

Durante 97, 98 e 99, enquanto estava com o cursinho, trabalhava em agência de propagandas e dava aulas de química. Trabalhei com o Neto e o Beto da Ideale (aliás, se alguém souber onde ele está o Beto Lima, da extinta Ideale de Campinas, gostaria de dar um grande abraço nele e dizer o quanto sou grato por ter me ensinado a trabalhar com marketing) e depois trabalhei com o Silvio Bigon, da Spaço Publicidade.

Era uma vida completamente esquizofrênica. Às vezes eu estudava para a prova de química na agência junto dos designers e no outro dia pensava na arte de um anúncio enquanto estava dando uma aula de estequiometria (além de namorar uma menina que morava a 150 km de mim). Costumava dizer que a minha vida era um intervalo entre a fome e o sono.

Depois de 3,5 anos, o cursinho quebrou. Não foi uma falenciazinha leve, não. Ele quebrou de uma maneira espetacular que me deixou completamente na miséria.

A inexperiência de alguns garotos de vinte e poucos anos que achavam que “dissídio” era nome de remédio administrando uma empresa de mais de 30 funcionários e mais de 200 alunos (clientes) em um mercado extremamente competitivo como o de Campinas foi o caminho mais rápido para o desastre. E que desastre. Na época contratamos até um pai de santo para tentar salvar o negócio, mas isso é outra história…

Curiosamente foi esse desastre que fez com que eu descobrisse o que eu realmente gostava de fazer. Com a quebra do cursinho eu tinha o mundo inteiro a minha frente. Cheio de dívidas, qualquer caminho para mim, seria igualmente difícil, então podia ir para qualquer lugar que quisesse, fui para o marketing. É lógico que não foi assim tão imediato. Nunca é.

Anime-se. Já estamos na metade da história :)

Depois que o cursinho quebrou, atolado em dívidas até o pescoço, resolvi voltar para a Unicamp para cursar química. Na época, não tinha dinheiro nem para almoçar no famoso “bandeijão” da Unicamp, que custava R$2. Em alguns dias eu tinha que escolher se eu pegaria o ônibus para a Unicamp ou se eu almoçaria.

Achei que fosse virar professor de química, já que gostava muito de dar aulas (depois descobri que gostar de dar aulas não significava dar aulas só de química). Passei os dois anos seguintes, durante todo o ano de 2.000 e de 2.001 em uma depressão estranha. Parecia que o mundo estava turvo.

A falência do cursinho não foi algo fácil de aceitar. Foram dois anos perambulando pela vida, apenas vagando, apenas existindo.

Após esses dois anos depressivos, voltei à ativa, comecei a dar aulas de novo. Rapidamente assumi a coordenação de um cursinho. Coordenar era fácil, afinal eu sabia todas as coisas que não podiam ser feitas em um cursinho – era só fazer as coisas que sobraram e tudo daria certo.

Fiquei dando aulas de 2.001 a 2.003 sabendo que não era mais aquilo que eu queria. Um dia, em uma sala dos professores de um dos cursinhos em que estava dando aulas, em 2003, presenciei uma conversa entre 3 ou 4 professores reclamando da vida, xingando os alunos, praguejando contra o dono do cursinho. Naquele momento decidi que não queria virar uma pessoa amargurada daquele jeito. Resolvi mudar de atividade. mais uma vez eu digo, entre resolver mudar de atividade e de fato mudar, há um longo espaço de tempo.

Nesse meio tempo, abandonei o curso de química – minha terceira faculdade – e resolvi fazer um curso de química e física integrados (sinceramente, não sei onde eu estava com a cabeça). Larguei esse curso em poucos meses – minha quarta faculdade abandonada.

Cheguei a conclusão que a única faculdade que eu deveria fazer naquela altura era uma de filosofia. Já que eu não me entendia, talvez entendendo o pensamento dos outros eu descobrisse algo sobre mim. Passei a assistir várias aulas no Instituto de Ciência Humanas na Unicamp.

Lógico que isso não durou muito, mas até hoje estudo filosofia. Deveria ser matéria obrigatória em todas as séries do colégio. Ainda vou fazer (e terminar) um curso de filosofia.

Um pouco antes de 2.003, quando decidi largar a profissão de professor, passei a ajudar uma amiga de uma amiga minha. Ela estava abrindo uma empresa e precisava de algumas dicas. Era uma empresa de treinamentos empresariais em Língua Portuguesa. Era um negócio que unia algo que eu sabia – ensino – com algo em que eu já tinha trabalhado e gostado muito – marketing. Comecei a entrar no mundo de palestras a ajudando a vender as palestras dela para as empresas.

Estudando muito sobre marketing e estratégia de negócios, criei uma solução para a empresa dela baseando sua divulgação em algo que estava começando a pegar no Brasil – a internet. Vi que esse era o único caminho para aquela empresa. Poucos recursos, podendo vender para o Brasil inteiro. A estratégia principal foi a de utilizar buscadores – na época, o Yahoo! (que custava R$99 por mês…parece que foi ontem…na verdade, foi ontem)

A empresa começou a crescer vertiginosamente (hoje é uma das maiores empresas de cursos de argumentação e redação empresarial do país – www.scrittaonline.com.br).

No final de 2.004, após quase dois anos estudando marketing na internet (matéria que não havia nenhuma literatura sobre o assunto no Brasil) e tendo um tremendo case de sucesso, resolvi abrir uma agência que repetisse para outras empresas o que tinha sido feito para a Scritta. Só pude abrir a agência formalmente em 2.005. Lembra-se que disse que estava atolado em dívidas? Fiquei 5 anos pagando dívidas. Era triste dar aulas o dia inteiro, pegar praticamente todo o dinheiro e entregar para os credores. E não eram poucos.

Alugamos uma casa para ser a sede da agência (a minha cliente na Scritta resolveu se tornar minha sócia na agência), eu sai da república de estudantes que eu morava em Barão Geraldo , local de Campinas onde fica a Unicamp, e me mudei para a edícula de 4×3 m dos fundos da casa (para economizar o dinheiro do aluguel, lógico).

Há uma história engraçada nessa parte. Antes de alugarmos a casa, montei a agência na casa da minha sócia durante um mês e depois na recepção da sala de um amigo meu. A secretária dele tinha pedido as contas e eu passei a ser a secretária dele por uns 3 meses. Atendia telefones e marcava reuniões, mas também, ali, conseguia receber clientes e fechar contratos até que tivéssemos clientes para pagar um aluguel de uma casa. Daquele tal “imaturo orgulho” que disse ter quando cheguei em Campinas, não sobrou nem uma gota. Algumas vezes precisamos aprender algumas lições a duras penas. Sou grato por ter tido a chance de aprender e de mudar. Algumas pessoas nunca mudam.

Ela começou suas atividades com um capital inicial de cerca de R$ 6.000 – que se resumia a um computador, um programador, duas estagiárias não remuneradas e a organização de um evento para o lançamento da agência. Eu e minha sócia fazíamos todo o resto, de design a varrer o chão. De vendas a pagamento do aluguel.

A Publiweb não deveria ser focada em campanhas publicitárias, pura e simplesmente. Queríamos trabalhar com estratégias de negócios em ambiente online. Na época, em 2.005, o mercado ainda não conhecia isso, então resolvemos entrar no mercado como uma agência de SEO, que fazia sites e trabalhava-os para que eles ficassem na primeira página do Google.

Quando falávamos em “otimização de sites”, “estratégias de SEO” ou qualquer coisa do gênero as expressões das pessoas se alternavam entre descrença e “hein?”. Isso definitivamente não ajudava nas vendas. O mercado simplesmente não estava preparado. Tínhamos chegado muito cedo na festa.

Com meu passado de professor e com a minha sócia dando cursos para empresários pela Scritta resolvemos fazer o que sabíamos: ensinar. Teríamos que ensinar o mercado o que vendíamos para depois vender para ele aquilo que ensinamos.

Em 2.005 comecei a dar palestras beneficentes em Campinas. A entrada era um quilo de alimento não perecível (como curiosidade, vale dizer que em 2 anos ministrei 26 palestras e arrecadamos quase 2 toneladas de alimentos que doamos para instituições de caridade da cidade). Estávamos fechando contratos e a agência estava crescendo. Mantendo a estratégia do conteúdo e do ensino, em 2.006 reuni tudo o que eu falava nas palestras e o que aprendíamos no dia a dia da agência e resolvi colocar tudo isso em um livro – o “Google Marketing”.

Podemos dizer que praticamente ajudamos a criar esse mercado de marketing de buscas no Brasil. O livro abriu caminho para vários outros autores de marketing digital no país e o mercado cresceu. Hoje escuto coisas do tipo “se eu hoje trabalho com marketing digital e escrevi um livro sobre isso foi por sua causa”. Esse é o meu maior prêmio – saber que transformei a vida das pessoas para melhor. Recebo muitos e-mails de pessoas que passaram a ter uma vida mais digna por conta do livro, que aumentaram o faturamento das suas empresas passaram a viver melhor. Nada é maior do que isso.

O objetivo é esse: fazer com que o mercado aprenda e cresça como um todo e para todos, não somente para um grupinho fechado, como muitas vezes acontece com inovações em que muitas vezes o ego do homem é maior do que o próprio homem.

A partir daí a história é mais linear, sem tantos altos e baixos, sem começos e recomeços. Em dezembro de 2.007 me mudei da edícula da agência para um apartamento. Foi uma vitória poder voltar à vida normal. Nessa época também consegui comprar um carro. Outra vitória.

O livro começou a vender muito e passei a dar cada vez mais palestras. Com isso o mercado passou a entender melhor o que era marketing digital e conseguimos vender nossos serviços com um grande diferencial competitivo: o “Google Marketing” e o meu nome, que começou a ficar cada vez mais forte na área de marketing digital.

Formei em marketing – finalmente -, curso que comecei praticamente junto com a abertura da agência, fiz um curso de especialização em economia, MBA em estratégia empresarial e vou iniciar um mestrado em 2012 em desenvolvimento econômico. Hoje o “Google Marketing” é um dos livros de marketing mais vendidos do país e está com sua 4ª edição prevista para meados de julho. O livro será editado aqui no Brasil, europa e alguns outros países no mundo. Somos nós brasileiros exportando conhecimento de marketing digital!

Meu objetivo é mostrar para o mundo como que a internet contribui para tornar a sociedade mais igualitária.

O dinheiro atualmente é puro bit, é pura informação. Uma sequencia de números na tela de um computador. Existe muito mais informação sobre dinheiro do que dinheiro em espécie no mundo. A internet, porém, é a via natural dos bits. Nesse cenário, o dinheiro ficou muito mais fluído e trafega livremente pela internet modificando mercados. Hoje, devido a essa fluidez, ele pode ser distribuído mais facilmente.

Se antes tínhamos um eixo monetário global entre EUA-Europa, a ponte aérea do dinheiro global, hoje ele não tem mais pátria. Não é mais um dinheiro atômico preso em cofres de banco, são bits trafegando pelos mercados.

Essa fluidez faz com que consigamos muito mais facilmente deslocar esse eixo monetário global para nós, emergentes e mais ainda, para os que não tem nem computador nem internet nem nada. Veja o projeto http://www.donorschoose.org/. Doação de material escolar a partir de doações financeira de pessoas físicas pela internet. A informação transformada em dinheiro pela web e ajudando à crianças nos EUA.

Por isso acredito na internet como uma ferramenta de (r)evolução social à medida em que ela possibilita a distribuição de renda de forma mais plana em nível global. Um e-commerce nada mais é do que a compra de informação sobre produtos (e não o produto em si, mas a foto, o preço, a descrição etc. do produto – as informações do produto, é isso que você compra) em que você paga com informação sobre dinheiro (o cartão de crédito). A informação, os bits, são os protagonistas da história. Os átomos vêm depois que a informação decidiu a compra.

É nessa nova economia baseada em bits que temos a chance de construir um mundo melhor. Essa é a minha causa – construir um mundo melhor por meio da internet. A missão que escolhi para levar comigo de modo a nortear minhas atitudes.

A internet vai muito além de perfis em Twitter e campanhas de e-mail marketing.

Considero que tive muita sorte em encontrar o caminho daquilo que realmente gosto, quero proporcionar isso para os outros. Fazer com que as pessoas, através de suas pequenas empresas, possam ter tranquilidade para se encontrarem. Quando você está preocupado com as contas que têm para pagar, não há tranquilidade para se encontrar. Boa parte da infelicidade humana reside nesse ponto.

A minha experiência em aulas me possibilitou dar palestras pelas quais hoje sou conhecido. A minha passagem pelas ciência exatas e pelas ciências humanas me deu uma visão privilegiada sobre o conceito da web, que reúne bits e pessoas. Talvez por isso tenha uma visão tão particular do que é a rede.

Como diria Jobs, “conecting the dots”.

Para construir um mundo melhor por meio da internet, optei por ajudar pequenas e médias empresas por meio da distribuição de conteúdo acessível e em larga escala. Por isso me concentro cada vez mais em produção de conhecimento por meio de livros, palestras e cursos (além de estar abrindo uma ONG focada em projetos sociais na internet e idealizando um Fórum Social Digital que vai discutir como que a internet pode construir um mundo melhor).

Hoje a Publiweb está sendo tocada por dois gestores com experiência em gestão de agências web e produtoras web. Descobri, também a duras penas, que ainda não sou um bom gestor de empresas (Sou “hunter”, não “farmer”). Saber o que fazer e organizar os recursos disponíveis para fazê-lo continuamente, não como um projeto de start-up, mas na manutenção do dia a dia, são duas coisas muito diferentes. Resolvi sair da operação para participar somente do conselho da empresa. Me dedico hoje a iniciar projetos de alto impacto na sociedade e deixá-los de pé para que outra pessoa toque a rotina deles depois de criados.

Ajudar as empresas é uma maneira de atingir algo muito maior – mudar a economia do país fortalecendo o mercado interno por meio das pequenas empresas. De certa forma, com o livro e os cursos tenho conseguido isso. Acredito em um Brasil forte utilizando a internet para isso.

Os royalties do livro ou a receita obtida em palestra fica muito pequena frente ao que consigo impactar na sociedade por meio desse conhecimento. Isso é felicidade.

Lembra da frase “as pessoas não falham, elas desistem”? As pessoas desistem de alcançar a felicidade. Nunca desista. Ela é possível.

Obrigado.

  • Douglas

    “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.” Albert Einstein

  • http://www.camisetasdahora.com MARCELO OSTIA

    “Existem homens que lutam um dia e são bons; existem outros que lutam um ano e são melhores; existem aqueles que lutam muitos anos e são muito bons. Porém, existem os que lutam toda a vida. Estes são os imprescindíveis.” Bertolt Brechet

  • http://www.garimpourbano.com.br Fernanda de Azevedo

    CARACA, a sua história é incrível e emocionante!! Desculpa, mas vou precisar roubar a sua frase, porque ela também me define: “Pessoas não falham, elas desistem”.

    Eu sempre o admirei, desde as primeiras páginas do seu livro, quando o li há mais de um ano. Acompanho o seu trabalho e foi o seu livro o ponta pé inicial para eu aprender tanto sobre marketing e estratégias digitais ( se antes eu não sabia o que era SEO, hoje entendo até mesmo de programação).

    A sua história é inspiradora, e através dela tenho certeza que qualquer conquista é questão de tempo, aliado a garra e determinação.

    Parabéns e obrigada por dividí-la conosco.

    Abs,
    Fernanda

  • http://www.agenciaweb2.com.br Yuri Bispo

    Parabéns Conrado, por transmitir todo esse conteúdo e potencial com tanta humanidade. Isso é muito muito bom para todos, inclusive para mim. Que sou apaixonado por internet. Obrigado pelos cursos e palestras…

  • http://www.sejaencontrado.com.br Claudio Roberto

    Parabéns Conrado!

    Essa não é só uma história emocionante, mas uma “Lição de Vida”.

    Algumas etapas da sua vida são muito parecidas com o que já passei e estou passando. Acredito que por essa inspiração um dia poderei contar minha própria história de sucesso a qual Você e as Pessoas aqui conectadas farão parte.

    Grande Abraço e Sucesso a Todos!

  • http://aconscienciaeabusca.blogspot.com Sérgio Taldo

    Parabéna, Conrado! Também sou engenheiro mecânico, com especialização em turbinas de avião, pela GE VARIG e CELMA (atual GE CELMA, em Petrópolis), com 8 anos de trabalho no ramo. Atualmente, não exerço a profissão de engenheiro. Em outro momento, conto-lhe mais alguns fatos de minha trajetória. Sucesso, paz e muita alegria!

  • theo tavares

    li seu post nao consegui nem piscar o olho de tanto entusiasmo,vc e o cara!!!

  • http://www.julianatoledodefaria.com.br Juliana Tolêdo de Faria

    Conrado, sua história é linda. E também inspiradora. E quer saber? Todo tempo que ficou tentando foi um preparatório muito importante, porque assim que alinhou as ideias, você se destacou e vem se realizando em um tempo recorde. Sucesso!!!

  • http://perfil.renatosiqueira.com Renato Siqueira

    Lembra-se, Conrado, no primeiro dia do curso, quando ficamos conversando até bem depois do final do curso (aqui no RJ) você me perguntou se poderia usar uma idéia minha sobre a forma de usar os domínios web, relacionados aos demais serviços de redes sociais? Naquele momento, mesmo que por um segundo, e mesmo que vc não tenha percebido, eu entrei num estado de estupor catatônico. Travei. Só!
    “Como assim, Conrado Adolpho, o cara que eu venho acompanhando a tanto tempo na minha nova carreira, está aqui, na minha frente, com um largo sorriso no rosto, me perguntado se pode usar UMA IDÉIA MINHA???” Travei!!!

    Sua história de vida é fantástica.
    Derramei lágrimas em vários parágrafos.
    É impressionante como uma pessoa pode construir uma história de vida, começando e recomeçando, a partir de quedas, sorrisos e dúvidas! Já admirava seu trabalho. Muito.
    Agora você entrou numa outra categoria de personalidade nas minhas listas: Saiu da lista das referência profissionais e se tornou uma referência de VIDA!

    Seu texto, de tão intenso e verdadeiro, me deu a sensação de que você estava aqui, me contando tudo pessoalmente. Percebi você sorrindo em vários momentos da narrativa. :)

    Tê-lo conhecido foi um dos momentos “marcantes” da minha vida, tanto profissional como pessoal, cara.
    Como eu te falei no evento, estou mudando de carreira, aos 33 anos, com uma filha pequena e – confesso – morrendo de medo. Mas, sinceramente, acredito no meu potencial e sei que, assim como você, sou movido pela minha eterna paixão pelas pessoas e, por conseguinte, pela minha missão profissional que é conectar as pessoas através da tecnologia, dando a elas o direito de serem felizes fazendo o seu trabalho, assim como nós somos!

    Eu acredito que, assim como você, posso ajudar a mudar o mundo, uma pessoa por vez, através do meu conhecimento. E é justamente por isso que o busco com tanta “fome”.

    Obrigado, Conrado. Uma nova fase começou na minha vida e você é, em grande parte, o responsável por isso!

    E eu não pretendo desistir!

  • Denise Tonin

    Conrado,
    Vim aqui descobrir quem é voce, além do avatar, além do palestrante que vi, ouvi e admirei na semana passada; a pessoa que me ajudou a ter certeza de qual caminho seguir. Agora entendi de onde vem essa luz. Entao repito: keep on spreading your beautiful light! beijos

  • http://www.osegredodoscarros.com.br Michael Oliveira

    Não tem como não te admirar, como seguir os teus passos rumo a uma vida melhor e de mais satisfação. Assim como tivestes os teus percalços, todos nós temos, agora com menos pedras, pois você já removeu boa parte delas.

    Um grande abraço Conrado, tenho orgulho de dizer que te conheço e estou em sua roda de amigos e parceiros.

    Michael

  • Luci(Passo Fundo -RS -Brasil)

    Não acabei de ler teu post bibliográfico..estou na metade dele…mas caro Conrado, quantas pessoas assim como eu, tem tudo isso dentro da gente escondido, o que você exterioriza em suas palavras, e não consegue viver…..espero que ate o fim do post eu descubra o meio de por para fora tudo isso que tenho e retenho!!

  • Luci(Passo Fundo -RS -Brasil)

    Bom, terminei de ler seu post, conforme havia falado, estava pela metade…mas voltarei a ler quantas vezes for preciso, para buscar os fios da meada que perco pelo meu caminho…filosofia x marketing x tropeços x levantar-se x tentar e tentar, creio que temos algo em comum…mas ainda falta eu vencer assim como voce venceu e vence todos os dias…
    obrigada pela sua historia
    um abraço
    luciane

  • Charles Costa

    Desde 2009 tenho travado uma guerra para consolidação do meu negócio e nesse longo tempo (Nota: quem ta iniciando um negócio sabe que 24 horas não são só 24horas…), 2 sócios, 3 marcas, projetos “geniais” falhos, MUITO ORGULHO IMATURO!, muita aprendizagem solo, muitos nãos!, muitos problemas, enfim… muitos e muitos dias lutando, mas poucos e satisfatórios dias de felicidade, exatamente a felicidade que você fala no post… aquela que você saboreia sozinho, ao final do dia consigo mesmo pensando: Hoje eu consegui e deu certo.

    Conrado, obrigado por me mostrar nesse pequeno texto que eu ainda não cheguei na metade e que pode dar certo! Só depende de mim.

    Do fundo do coração, se eu pudesse te encontrar eu te abraçava (sem palhaçada) só por ter a oportunidade de ler um experiência de vida com essa e ver que a depressão é algo que passa apartir de renovação.

    Muito obrigado!

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Obrigado pelas palavras, Charles :)

      Posso te dizer que a maior satisfação é quando você percebe que consegue apanhar muito mais do que achava que ia, continuar de pé e continuar caminhando (para o espanto de todos que achavam que você ia cair).

      Lembre-se sempre que você nunca sabe o quão forte conseguirá ser até que precise sê-lo.
      Os problemas e o fracasso fazem parte do sucesso. Esse mito de ser feliz, ganhar dinheiro e conseguir tudo que quer sem lutar é algo que foi inventado em Hollywood. A vida nunca foi assim para ninguém, muito menos para nós brasileiros.
      Aprendi que não há vitória sem luta. Os percalços só te fazem mais capaz de observar a vida de outra maneira. Vinícius tem uma frase que eu adoro: “Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais mas sabe menos do que eu”. Isso é muito profundo (http://letras.terra.com.br/vinicius-de-moraes/49266/)
      . Veja o filme “A procura da felicidade”, com Will Smith. É sensacional. Sempre que eu penso em esmorecer, vejo esse filme, lembro da história e isso sempre me põe de pé pronto para outra. “As pessoas não falham, elas desistem”, lembre-se sempre disso.

      A sensação de ter ficado de pé muitas vezes é melhor do que a sensação de vencer. É a certeza de que você vai chegar lá, independente do que aconteça.

      Um grande abraço, Charles :)

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • http://warleygodoy.com.br Warley Godoy

    Conrado,
    Parabéns e obrigado, eu estava precisando ouvir algo assim!

    Quando vi esse link no meu facebook e cliquei assim que a página carregou eu desistir de ler pelo fato do texto ser muito grande, mais depois que li o primeiro e o segundo paragrafo achei que valia a pena perder um tempo lendo o texto, E COMO VALEU.

    Mais uma vez Parabéns pela bela História que como vc msm já disse daria um belo livro.

    Grande Abraço, Warley Godoy

  • Rafael Castro

    A sua história me inspira e empolga a cada vez que leio !

  • luciano

    parabens pela superação , essa e a sua palavra !

    só não se esqueça que dinheiro a partir de uma certa quantidade se torna apenas números e problemas .

    Então , sempre acorde todo dia cedo e cuide da sua saúde .

    Vá para academia , corra a noite , se alimente bem etc …

    Pois , isto sim fortalece a sua mente e vale a pena .

  • luciano

    velho , fala em superação olhem este vídeo

    http://www.youtube.com/watch?v=cpzxBw-0XB4

    esses caras são mutantes !

  • Willy Wesley

    Parabéns!

    Isso é o que eu chamaria de uma bela injeção de ânimo em qualquer ser humano que precise de algum tipo de encorajamento!

  • http://www.ninjapublicidade.com Parabéns

    Emocionante a história… o site que citei esta em construção
    comprei seu livro do 8Ps e ainda quero fazer alguns cursos
    seu.

  • http://nafrente.com Herton Dantas

    Um grande caçador mesmo…
    Parabéns pelo seu trabalho e sua contribuição digital em nosso Brasil. Abraço.

  • http://www.vitrina.com.br Cristiani Tercia Rossetto Basso

    Conrado, sua história é digna de livro…realmente você tem razão. Quando será publicado?
    Não imaginava que você teria passado por tudo isso, mas de qualquer forma, quando eu te conheci era eu quem precisava de apoio (por causa da morte do meu pai, lembra?), não imagina que você teria argumentos suficientes de “vida” para me ajudar…não somente em relação ao lado profissional, mas em relação ao lado pessoal.
    Depois de ler isso, só chego a uma conclusão: cada vez mais te admiro! e te admiro DEMAIS!!!

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Oi, Cristiani,
      Em primeiro lugar, muito obrigado!
      Claro que lembro daquele curso. Sei que precisou de apoio e tentei dar pelo menos algum durante o curso e antes dele. Teria feito mais, mas nem sempre é possível diante das demandas do dia a dia. De fato a vida é cheia de percalços, mas o segredo é continuar de pé.
      Um grande abraço e mais uma vez, muito obrigado :)

  • Paulo Lima

    Prezado Conrado, excelente dia!
    A palavra excelência é a que dita o meu comportamento e atitudes, pois somos a coroa da criação do nosso Deus, e também, a sua imagem e semelhança! A sua história, corresponde ao cumprimento da missão que o Pai Celestial nos indicou, que é: IDE E PREGAI A PALAVRA SAGRADA A TODAS AS CRIATURAS. Este mandamento, nos mostra que todos temos a mesma importância e valor para aquele que nos ama de forma incondicional e incomparável! Muito obrigado por nos mostrar que tal missão é possível e que somente nos dignifica como seres humanos!
    Que Deus esteja a nos abençoar e orientar!
    Forte abraço!
    Paulo Lima.

  • http://pedroquintanilha.com.br Pedro Quintanilha

    Sua história é fantástica. Parabéns por tudo. Seguimos em busca de um mundo melhor.

    Um grande abraço Conrado.

  • http://www.viagemvirtual.com Wesley

    Bonita história de vida, exemplo de coragem e garra.

    Realmente, sua história tem muito a ver com a história do Chris Gardner, relatada no filme “À Procura da Felicidade”. Eu tenho gravada em minha mente a cena do Chris Gardner (Will Smith) lendo aquele livro de 1000 páginas, tarde da noite, aproveitando a luz da janela… Essa cena pra mim é tudo: é o símbolo máximo da busca pelo conhecimento. Por isso estou aqui, com o livro vermelho dos 8P´s !

    Estou nessa luta para empreender: tenho o mesmo fascínio pela Internet, web marketing, mas sou muito voltado ainda para as ferramentas: Android, Joomla, PHP, Java, etc.
    Porém estou compreendendo que tenho que subir um nível acima, e trabalhar no campo da estratégia, conforme li em seu artigo recente.

    Abraços, e continue nos inspirando a todos nós empreendedores.

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Muito obrigado, Wesley :)
      A cena que mais me marcou foi a dele com o filho no metrô de madrugada brincando de imaginação culminando com os dois dormindo no banheiro. Aquela cena faz nós vermos que nossa vida é muito boa.
      Mais uma vez, muito obrigado. Na verdade, são vocês que me inspiram com mensagens como essas 😉
      Grande abraço e lembre-se, as pessoas não falham, elas desistem.

  • http://www.agenciavirtualmix.com.br Isis

    Conrado,
    saber que existem pessoas verdadeiras como você me faz acreditar que o mundo pode ser melhor. Ler seu livro me fez criar minha agência e nós estamos crescendo a passos firmes. Mudei minha vida com a cara e a coragem. Zero investimento. Percebi que não precisava de dinheiro para começar e sim de conhecimento e vontade! O curso 8 PS foi crucial para o aprofundamento de meus conhecimentos e me deu muito mais propriedade e argumentos para conversar com meus clientes. Foi uma honra te conhecer! Obrigada por tudo!
    Um grande abraço

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Oi, Isis,

      Muito obrigado pelo feedback :)
      Muito obrigado, mesmo.

      Tenha certeza de que vai vencer e, como conversamos, ser feliz! Isso é o mais importante.
      Qualquer coisa que precisar, dê um toque. Ajudarei no que puder.

      Grande abraço!

  • Ted

    Interessante a história….resta apenas saber quando você descobrirá novamente que não é isso que você quer fazer….para “ser feliz”. Ainda há bastante opção; serviço público, biologia, biblioteconomia – ainda há bastante área para você fazer várias formações incompletas. Para bens por demonstrar esse belo exemplo de indecisão e falta de conhecimento de si mesmo que permeia os jovens brasileiros e é apenas demonstrado por este texto que eles podem ser inconstantes e incoerentes nas suas escolhas.

  • Ted

    Outra coisa….pode apagar meu comentário porque direcionei a você e não ao público em geral. A ideia não é denegrir seu site, mas faze-lo pensar no que foi dito no site.

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      OLá, Ted :)

      Tudo bem?
      Não vou apagar o seu comentário. Acho que opiniões contrárias são essenciais para fomentar uma discussão saudável e acho que uma acabou de começar aqui. Para isso serve um blog, para fomentar discussões, não para ser um espaço de comunicação unidirecional.

      Quanto à exemplo de indecisão, não credito que seja o caso, mas justamente o contrário: buscar exatamente aquilo que me faz feliz, e posso dizer que há 10 anos estou no mercado de internet e cada dia mais feliz. Na verdade depois de formando em marketing, ter feito especialização em economia, MBA em estratégia e incontáveis cursos e ter lido incontáveis livros sobre o tema “economia digital” (aliás, os livros que li você pode conferir no vídeo lateral do meu blog ou no meu canal do YouTube) e estar prestes em começar um mestrado (talvez doutorado pela inovação da proposta da minha dissertação) posso dizer que sei muito bem o que quero :)

      Com relação ainda à questão da indecisão, acho que muitas pessoas não se conhecem o suficiente (e nem conhecem suficientemente o mundo) para saber o que de fato querem, mas, por diversas circunstâncias (inclusive, preguiça) acabam permanecendo, como diria Thoreau, em um tranquilo desespero. Por sorte, na época da “indecisão” tive as condições – não financeiras, mas psicológicas além de ser solteiro e sem filhos – para mudar de opinião sem me importar muito com o que pensassem de mim, simplesmente, para não viver uma vida que eu não queria.

      Acredito que esse ensinamento de procurar o que realmente lhe satisfaz, independente do que falem, é fundamental para que viva uma vida plena. Uma existência em que, ao chegar aos seus 80 anos, não olhará para trás e irá pensar “Meu Deus….o que eu fiz da minha vida?”….esse sem dúvida é o pior castigo pela falta de autoconhecimento.

      Aliás, por falar em conhecimento de si mesmo, infelizmente este é é algo que não ocorre sem dor, sem erros, sem idas e vindas e nunca sem tempo. Dói para acontecer (como todo processo de mudança) e muitos desistem no meio do processo (ou nem o iniciam). Como disse, tive sorte de ter percebido entre 1993 e 2002 (9 longos anos de procura) que precisava me encontrar e me conhecer. Algumas pessoas, jovens ou não, estão se procurando até hoje. Isso é normal em uma sociedade líquida e inconstante (como diria Bauman) em que os valores do “ter” estão acima dos valores do “ser”.

      Por fim, a inconstância e a incoerência não é um jovem não é algo brasileiro, é algo cultural e global. Veja esse vídeo que vai gostar, sobre o tema (http://www.cpflcultura.com.br/2012/04/20/adolescencia-a-delicia-e-a-dor-de-ser-mutante-paulo-gaudencio/).

      Grande abraço 😉

  • Altami Santos

    Conrado você é um ótimo exemplo de Brasileiro que nunca desiste.
    Um exemplo de vida que vai a luta até o fim e quem leu sua história também senti que passou por algo parecido como você passou.
    Parabéns por esta grande luta que você passou nesta trajetória de sua vida profissional e que faz eu sentir esperança em lutar também por minha vida profissional.

  • http://www.artnetdigital.com.br Marcelo Biscola

    Oi Conrado, acabei de ler a sua história, e gostei de ficar sabendo que está disposto à ajudar a humanidade a ser mais feliz. Podemos, devemos e temos a obrigação de ajudar as pessoas a serem mais felicizes, não só com as nossas histórias, mas também poder passar para o próximo que a tal felicidade alcançada está bem perto de todos.
    Parabéns pelo que tem feito, e por ser humilde ao ponto de alcançar os coraçōes.

  • Thiago Lourenço

    História muito motivadora e abençoada!

    Obrigado por transmitir suas experiências de vida e profissional. Concerteza consegue tocar o coração das pessoas e abençoa-las através do poder das palavras!

    PARABÉNS Conrado Adolpho!!!

  • Michel Torres

    Conrado,

    Li e me emocionei com a sua história. A lição de vida pra mim é essa busca incansável por fazer algo e ser relevante. Você conseguiu sobreviver aos problemas e ainda assim, o que não é nada fácil, criar novas possibilidades pra você e para os outros.

    Obrigado por compartilhar o que aprendeu e está aprendendo.

  • Vanessa

    Sua história mostra que nunca podemos desistir, de fato! Nos inspira e nos motiva para seguirmos com os nossos objetivos, sem olhar para trás!

    Obrigada por compartilhar essa experiência, afinal estamos aqui para aprendermos com o erro dos outros!

  • Divaldo Saraiva

    Fantástica história e muito inspiradora para não desistirmos quando nos deparamos com as dificuldades de ser feliz, pura e simplemente.

  • Wagner

    Conrado, parabéns pela sua história de vida!
    É entusiasmante, sofro desse seu mau que você sofreu no passado! Não das falência e sim na questão do trabalho. É desse tipo de lição de vida que precisava ler para continuar com a minha vida. Um abraço

  • http://www.negociodebeleza.com.br Valdir

    Sua história é realmente uma lição. lição essa que todos aqueles que pensam um dia “vencer”, obrigatoriamente precisam. Sem duvida, muitos que pensam em desistir de algo, ao ler essa sua historia, irão voltar atrás. Outros, desistirão de vez, pois se cansarão somente de ver tua crença e persistência.
    Parabéns e sucesso!

  • heydi milhose

    Sou bailarina e professora de dança….tenho uma escola….mas antes disso fiquei 10 anos como recepcionista, por falta de mercado de dança em atibais….Pensei: ou largo tudo isso ou ficasrei doente de tanta tristeza….fazem 3 anos que voltei a dar aulas….e por mais que minha escola esteje mal das pernas, sou muito feliz e estou cheia de planos….adorei sua trajetoria de vida e estou começando lwer seu livro.

  • Iruaci Carvalho

    Conrado, que história linda e inspiradora, vejo que ainda tenho muitas oportunidade de alcançar o meu sucesso. Te vi a primeira vez num vídeo do Seiiti Arata e estava iniciando a minha divulgação como palestrante nas mídias sociais e não entendia NADA, o que é SEO, o que é AD-word, etc, e assisti o vídeo e em seguida te cacei na internet e aprendi muitas coisa, inclusive por esse caminho acabei mechendo e mechendo e aprendi até fazer uma conta no youtube, aprendi a editar filmes, enfim comecei a minha jornada, graças ao incentivo a mecher na internet. Então o que te falar, só posso te mandar, eu posso te mandar um beijo bem estalado na sua bochecha, porque você tem idade para ser meu filho e olha tu não sabe o carinho e o apreço que tenho por você ter me inicializado nesse mundo. Querido que papai do céu te segure sempre em seu colo. Com carinho feche os olhos e receba o meu abraço.

  • Luciano Galina

    É possível fazer isso! E gratificante!!!

  • http://curtir.eu/OTIwMz Américo

    Olá Conrado!
    Todos os vencedores viveram momentos de angústia,tensão,indecisão,mas venceram por quê decidiram não desistir de seus projetos,de serem felizes e de sua vida.
    Sua vida,pelo que você descreve é inspiradora e vitoriosa,claro!
    Abraços

  • http://www.brasilecologica.com.br João

    vc e uma pessoa espetacular já adquirir seu livro primeiro googler quero contrata sua agência mais o dinheiro esta pouco sucesso um abraço jds

  • José Antônio Melo

    Rapaz! Sua história é no mínimo motivadora e no meu caso em particular. Hoje estou com 57 anos, já tentei de tudo nesta vida só que minha história tem um fato interessante, já tive dinheiro e família estruturada, hoje desempregado, tentando reestruturar uma nova família e até com uma perna amputada devido acidente, no fundo do poço financeiro,mas tem um lado bom nessa história, me restou dignidade, amadurecimento emocional e motivação para continuar crescendo. Que teu exemplo que agora passo a digerir, possa me ajudar a transformar estes pilares em felicidade.

  • Sidney Longo

    Parabéns Conrado, decididamente você precisa escrever um livro sobre esta história, ela é muito emocionante e didática! Muitas pessoas precisam “ouvir isso” através da leitura. Sou Engenheiro Eletrônico Pós Graduado em Marketing e trabalho no CPqD a mais de 25 anos. Só agora há 1 ano e meio que comecei a lecionar em uma Faculdade e percebi o quão gratificante é você poder passar o seu conhecimento para as pessoas. Sou apaixonado por marketing e tecnologia e nos últimos anos esses dois assuntos consumiram a minha vida profissional de forma muito gratificante. Comecei a lecionar, procurando um plano B após a minha aposentadoria que deve chegar em breve. Não tive os mesmos tropeços que você, talvez por conta do medo da mudança, mas mesmo assim acho que compartilhamos das mesmas paixões e princípios que poderão evoluir para uma troca de informações produtivas para ambos…..
    forte abraço…..
    Sidney Longo

  • Rodolpho Luiz Reois Vieira

    Muito obrigado pela oportunidade de conhecer você e dessa forma.
    Como notei que gostas de frases, lembro de uma que sempre me acompanha e que lí á muito tempo no livro ” O Pequeno Principe” lembra?: Você se torna responsável por aq

  • http://negocios-online.net Cesar

    Olá, Conrado

    Obrigado por compartilhar sua trajetória conosco, realmente uma história inspiradora e cheia de lições valiosas.

    Parabéns e ainda mais sucesso.

    Abraços!

  • http://ateliercoreflor.blogspot.com ivone souza brito

    Conrado,
    Postei no seu face o escrito abaixo antes mesmo de ler sua história. Soa solidário perceber que não só eu sou passível de erros, outras pessoas tbm viveram ou vivem histórias parecidas de insucessos. Ainda não consegui realizar o meu sonho,alcançar os resultados profissionais que almejo, mas, já visualizo o reencontro comigo mesma, dentro do que me é possível fazer agora e sei qu estou no caminho.
    Lendo seu depoimento, passou um filme em minha cabeça e a retrospectiva do desastre que tem sido a minha vida profissional; Uma sucessão de sentimentos me fez chorar, mas, pude me encher de esperança a cada palavra pronunciada. Obrigada!

    Tenho um script longo de erros, perdas, falências, etc , que não seria apropriado relatar, mas, resumindo:
    Trabalhei 18anos na Cia de eletricidade da Bahia, (Plano A), fui infeliz todos os dias, apesar de fazer bem o meu trabalho, sei que não dei o meu melhor. Sonhava cuidar pessoalmente de uma loja de moda que tinha em sociedade em família, e que por sinal, estava à beira da falência (PlanoB). Até que um dia cansada da minha infelicidade e desejando ardentemente ser dona do meu próprio nariz, saí da empresa em que trabalhava e desfiz a sociedade da loja. Amarguei um grande prejuízo, pois a loja estava quebrada e tive que começar do início rs!
    Todos os amigos e parentes me criticaram por sair do emprego, claro! deixar o certo pelo duvidoso, era loucura. Claro que não ouvi ninguém.
    Apesar de ser o grande sonho da minha vida, não soube administrar financeiramente os negócios, passei a sofrer novas dificuldades, acabei fechando. Penso que algumas pessoas não são tão assertivas, estratégicas sabe, daí, tantos erros.
    Aos 50 anos, olhei prá trás e pude me sentir a incompetência em pessoa. Fragilizada emocionalmente e financeiramente, mais ainda, frustrada com os insucessos. Apesar da força contrária, travei uma enorme batalha para não render-me à depressão; a internet era minha fuga da realidade (bom ou ruim), naquele momento foi o que me ajudou sobremaneira. Vorazmente, busquei dia e noite tudo que me inspirava e fui descobrindo o que queria fazer. Fiquei 03 anos tentando recomeçar, este tempo OFF (um pouco covardia, medos) me fez enxergar meu verdadeiro dom, talento, habilidades.

    Estou montando este mês um ateliê de costura, algo profundamente realizador, no mesmo segmento, porém, num formato diferente. Sei das dificuldades que terei que enfrentar por morar no interior, não haver mão de obra especializada, nenhum curso, mas, estou me organizando para buscar o conhecimento fora, enquanto isso a internet tem sido minha escola e M. Google, meu professor. Enfim, me encontrei em fazer algo prazeroso, descobri minha felicidade.

    Sucesso!

  • Aldo Domingues

    Prezado Conrado
    Achei fascinante sua estória, e me identifiquei com alguns pontos dela, bem como ri muito com outros (às vezes os dois juntos). Não li ainda o livro “plano B”, mas gostei muito da maneira como você colocou as situações, e as interpretou, em sua estória. Agora vou começar a ler o livro…Abraços, Aldo.

  • http://www.herbertfaria.com Herbert

    Show de bola, Conrado. Mais do que inspirador. Seu texto é motivação na veia. Abs, Herbert

  • Daniela

    Que bom que não resisti a uma indicação de leitura de um amigo do face. As pessoas não falham. Elas desistem… Foi muito tocante para mim. Obrigada por partilhar essa história e o livro. Vou começar a lê-lo agora. :)

  • http://www.ici.curitiba.org.br Rodolpho Luiz Reis Vieira

    No livro ” O Pequeno Principe”, temos: Tu te tornas responsável por aquilo que cativas!.

    Agora sou responsabilidade sua, parabens pelo empenho e abnegação em compartilhar conhecimentos.

    Tenha certeza de que incomodarei bastante.

  • Lupatini, Luiz Carlos

    Muito oportuno sua colocação, também eu já mudei de ramo diversas vezes e não me encontrei ainda, inclusive já dei até palestras, ahahah. Mudança não me assusta mais. Estou sempre pronto pra mudar.

  • Andre

    Conrado, acabei de baixar seu livro “Plano B” e de ler seu post! Edificante sua história de vida!!! Posso dizer q ainda não me encontrei inteiramente nos negócios, mas não vou desistir!!! Obrigado pelo relato resumido, mas tão profundo de sua vida!!! Abraços e muito sucesso em seus projetos!!!

  • marcello

    Não vou tomar seu tempo. Parabéns!

    Vou começar a ler o livro, obrigado.

  • Marcos Bruno Silva

    Parabéns, Conrado! Sua história de vida, é interessantíssima. O que me faz pensar que, “não existe nada difícil, nem nada fácil. Apenas coisas que ainda não sei fazer e outras que já sei.” Assim, como “Não existem pessoas boas ou más, apenas diferentes estágios de aprendizados.” Vou procurar ler o livro, e de antemão, já estou gostando dele, mesmo antes de lê-lo, pois com certeza trará muitas novidades sobre algo que desconheço completamente, mas que por certo tem ajudado muitas pessoas. Continue assim, sendo útil e contribuindo para o bem do maior número de pessoas possíveis, e então serás cada vez mais Feliz. Parabéns, e sucesso!!!!

  • http://fonoaudiologiadigital.com Silvia

    Muito boa sua história de vida, a qual como você disse é igual a de muitas outras pessoas.
    Sou fonoaudióloga a 33 anos e nos últimos 5 anos tenho investido em aprender trabalhar com a internet…Sinceramente não é tão fácil quanto alguns dizem ser, mas continuo caminhando e sempre me aparece algo de muito bom, como seu livro Plano B, que vale os investimentos e buscas de concretizar sonhos.O que mais me valeu foi sua história de vida e que eu também não desisto…fracasso, não os tenho apenas aprendo o que não devo fazer.Parabéns estarei linkada em seus posts…sei que crescerei com suas orientações.Um Abraço
    Silvia

  • http://WillianCosta.Goldenbiz.com.br Willian Costa das Chagas

    Eu falo assim,as coisas que a gente passa na vida,não passa atoa e nem por acaso!É tudo um grande aprendizado e contribui para que nós possamos ser mais experientes na vida com tudo que passamos.Obrigado por compartilharmos com nós a sua história!

  • Oscar Santos

    Conrado, é com muita espontaneidade que comento aqui, pois vi seus videos a um tempo atrás, quando se apresentava como Conrado Carioca, tudo por acaso e mais uma vez, por acaso, ao me cadastrar na página da Arata Academy, me deparei novamente contigo, e fico feliz em saber que você continua comtribuindo para um ambiente democrático e justo na Web.
    Valeu muito cara! Espero em breve me escrever em um dos seus cursos.

  • http://www.soniamilano.com.br Sonia Milano

    Conrado:
    Grata por ter compartilhado sua história – ela é um exemplo de garra e superação.
    Fique sempre abençoado!
    Sonia

  • http://www.institutodepsiquiatria.org/ Robsson Pereira

    Sensacional sua história, conrado. Assisti ao seu vídeo entrevista com o Seiiti Arata, da Arata Academy, mas por falta de tempo acabei não acompanhando mais o que vc tem a oferecer. Eu estou fazendo o curso A classe Alta do Seiiti e comecei a ver que os conceitos que ele usa pra sair da Matrix da Classe média tem a ver com o que eu pensava a muito tempo, mas não sabia o que e como fazer.
    Duvido que tenha sido coincidência que um amigo mala meu tenha postado justado o seu novo ebook grátis em um momento em que estou me decidindo como divulgar um empreendimento que estou abrindo. Apesar de ser um empreendimento tradicional, uma clínica psiquiátrica que oferece atendimento médico nessa área e psicológico (sou psicólogo), também a vejo como uma porta de entrada para fazer algo que gosto muito, que é ajudar as pessoas a crescer, conectar os pontos, como disse Jobs e reconhecer em si mesmo seus valores.
    Obrigado pela oportunidade. Vou ler seu livro pra ontem. rs.

  • http://www.costadocacauimoveis.com.br Erwan Ribeiro Trancoso

    Conrado.

    Bom dia;

    Antes de tudo, quero agradecer a oportunidade que está me dando e outras milhares de pessoas a aprender e a se informar. Também quero agradecer a oportunidade que está me dando em lhe conhecer, pois, com a sua atitude e o seu jeito de ver o mundo, eu me fortaleço em confirmar que não sou o único que quero ajudar a fazer um mundo melhor.

    Desde já, me coloco a sua disposição no que for possível para ajudar-lhe nesta construção. Moro em Vitória/ES e Maraú/BA.

    Muito obrigado pelo livro e pelas palavras.

    Fique com Deus e que ele lhe abençoe e lhe de muita saúde e força para você continuar a sua jornada.

    Parabéns pela atitude.

    Grato.
    Erwan Ribeiro Trancoso

  • http://www.clinicafgo.com.br Lucia Garcia

    Conrado,
    Parabéns pelo seu depoimento. Como disse um leitor acima, também acho que você deveria escrever um livro sobre esta história. Primeiro, quero que você dê um grande abraço em sua mãe pois tenho a certeza que a sua fibra de lutador vem da educação e dos valores que recebeu da sua família e você soube aproveitar. Fico muito feliz por ler uma história de sucesso verdadeiro proveniente de grandes lutas e perseveranças. Eu não acreditava em sucesso como o seu nos dias atuais. Essas histórias eu ouvia e muito, lá nos tempos de meu pai e mãe. A estrela brilha sobre você e desejo que você continue ajudando as pessoas como tem feito até agora. E você escreve muito bem. Vou ler agora “O Plano B” e depois conversamos mais, certo? Grande abraço

  • Silvana Rabelo

    Depois dessa história de vida fantástica, muito curiosa para ler o livro.
    Começando agora!
    Obrigada!

  • Amanda Martins

    Oi Conrado, tudo bem? :)

    Depois de viajar lendo seu post, já nem me lembro como vim parar aqui, ando procurando tantas coisas sobre o trabalho autônomo e liberal pela internet, vejo que encontrei mais um grande mentor a seguir.

    Como em alguns comentários que eu li, você deve escrever sua biografia sim, com toda a certeza, e eu já quero encomendar. 😀

    Sobre o post, eu adorei, é grande, mas vale a pena, você escreve bem e isso ajuda muito em uma leitura. Também já baixei seu e-book e tenho grandes expectativas e esperanças nele, que preencha-nos com mais conhecimento.

    Estarei ligada nas suas novidades. E uma dica: faça mais links internos nos seus posts 😉

    Grande abraço da sua mais nova seguidora!

    Sucesso! 😉

  • Matildo

    Olá, caro Conrado.

    De fato sua trajetória não tem sido nada fácil, é extremamente inspiradora, motivadora e o bom é que você coneguiu superar todas as suas barreiras e não teve medo de arriscar, de por um fim naquilo que julgava tá te fazendo infeliz e recomeçar. Você literalmente não resiste à MUDANÇA, já que mudar… é preciso.

    Parabéns e Sucesso, sempre.

  • Íris

    Adorei sua trajetória, a motivação e a maior riqueza que um ser humano que nunca deve perder, parabéns pelo seu lindo trabalho e dedicação pelo que faz!

  • Carmem

    Obrigada por partilhar a sua história!

  • José Flavio Stürmer

    Qual o segredo do sucesso? Persistência? Teimosia? Necessidade? Coragem? Trabalho? Com certeza muito de tudo isso. Mas, principalmente, quando propiciamos aos outros conhecimento, satisfação e solução. Seja atavés de produtos ou serviços.
    Realizaste tudo isso. Parabéns.

  • Sandro César Borges

    Conrado, obrigado por partilhar conosco parte de sua vida. Tenho 47 anos e li nesse post muitos fato que já vivi. Sua atitude é corajosa, pois, escreve sobre sua origem, suas mazelas, suas dificuldades, suas quedas, para ao final, nos presentear com essa sua ideia, que acho fantástica: construir um mundo melhor através da internet, mudar a economia contribuindo disponibilizado seus textos para as micros e pequenas empresas. Você fala até me distribuição de renda por meio da internet, que democratiza o acesso às informações, produtos, conceitos, conhecimento. Eu sou otimista por natureza, e como professor (leciono gestão de tributos em Belo Horizonte), no meu contato com os alunos, sempre valorizo uma relação de aprendizado, de troca, de valorização do que o outro sabe. Parabéns pela iniciativa e vou ler o livro.

  • https://www.facebook.com/prufergmail Fernando Oliveira

    Olá Conrado,
    Parabéns pela sua historia. Seu post é muito inspirador, confesso que me identifiquei nele varias vezes enquanto lia. Estou nessa busca de ser feliz com o que faço e sua história me fez refletir e acreditar.
    Felicidades e sucesso pra você.
    Abraço.

  • Paula Schmidt

    PRezado Conrado, sua história é realmente inspiradora! Aos 50 anos, estou recomeçando a minha vida. Sou advogada e decidi que vou prestar um concurso público, após sair de uma empresa onde trabalhei por 8 anos. Tenho uma estoria de amor com esta empresa, e sempre serei grata pelos anos que lá trabalhei, mas acredito que nada seja por acaso, e agora chegou a hora de trilhar novos caminhos, de colocar a prova a minha vida até agora, de buscar o que quero, e não desistir até conseguir. Espero que seu livro me inspire e me ajude nesta nova empreitada, para a qual estou bastante animada e focada.
    Abraço,
    Paula

  • http://dadivaaromaterapia.com.br Renata Figueiredo

    Oi Conrado
    Ri muitas vezes durante seu relato…
    Tenho conhecimento da tua existência há apenas 4 dias….mas sei que a partir daí…alguma coisa se movimentou. Tá…pode pensar que isso é papinho de auto ajuda…mas olha….O Mundo das terapias alternativas já é meu plano B…que se tornou A desde 1992…
    No momento não sei que letra atribuiria ao meu trabalho. ..e me encontro exatamente encaixada na sua frase “Quando você está preocupado com as contas que têm para pagar, não há tranquilidade para se encontrar. Boa parte da infelicidade humana reside nesse ponto”.
    Psicologa de formação e acreditando que a pratica terapêutica tradicional compartimenta e taxa o indivíduo, comecei a me interessar por terapias alternativas, estudos esotéricos…e foi por uma “acidente”…depois de uma demissão injusta que meio na louca, resolvi abrir um Espaço Esotérico….Ops…descobri que estava no caminho certo…o publico crescia a cada semana. Um dia “bateu” na minha porta uma comunicadora de uma rádio de auto ajuda…Me propos fazer uma participação(paga é claro) no seu programa. Fui lá com a cara e a coragem, sem saber direito porque estava indo.Olha..nem preciso contar que dali a 2 meses já estava com um programa meu que levei durante 11 anos. No meio disso, tinha aberto um processo contra a empresa que me dimitiu e fui chamada a ser readmitiva( coisa que nunca tinha visto) e fiquei trabalhando em horário normal na empresa e a noite e nos finais de semana na minha Clínica durante 1 ano. Pedi demissão. Criei mais uma empresa, agora de produtos para Aromaterapia( que é outra paixão), ministrava cursos, vendia pra caramba.Sucesso total!!!
    Bom…poderia ter continuado assim não é? Mas a vida prega umas peças e mostra que ainda você não aprendeu direito!rs
    Perdi pessoas queridas…meu emocional foi pro saco e desmoronei!
    Hoje, depois de cinco anos meio no limbo…estou recomeçando! Ainda meio sem motivação real, meio insegura..cheia de dívidas. Uff..mas acreditando ainda que fragilmente, que aqui dentro aquela chama existe. No final de semana passada, meu atual marido recebeu um email(nem sei como)que trazia um video do Seiiti Arata…e foi fuçando nos vídeos que achamos uma conversa entre ele e vc.
    Olha..vocês estão nos motivando hein!!! Senti que a tua conversa pra mim a mais próxima por que não esquece o ser humano em tudo isso.
    E ontem vi no face uma possibilidade de download do seu livro. Puxa! e não vamos acreditar em sincronicidade????
    Estamos agora nesse estagio… ver os videos…ler o livro. Começamos até a pensar na criação de outros sites. Temos muito a aprender.
    Continuo comercializando meus produtos e criando outros…preciso de mais clientes e acredito que agora vou conhecer ferramentas mais eficazes.
    O que posso te dizer…sua historia , sua persistência, sua disciplina e seu “Acreditar” são motivadores. E para mim a sua excelência é o seu “SER HUMANO” .Parabéns e sempre mais BÊNÇÃOS em sua jornada.

  • http://www.luzdoespiritismo.net Prof. Katê

    Comentários… Sidney Longo, Ivone Souza Brito, Marcos Bruno Silva, Silvia, Erwan Ribeiro Trancoso, Lucia Garcia, Amanda Martins… E dizer mais o que, meu filho? Deixa continuar lendo, deixa! Saúde, paz, sucesso, à você e aos demais deste ‘”fórum”.

  • Jefferson Petreski

    Há momentos em nossas vidas que certas quedas faz parecer que nunca nos levantaremos. Realmente, lemos aqui uma história inspiradora, aumentando nossa motivação para não desistir, e sim se erguer e lutar.

    Parabéns e obrigado por compartilhar de sua história.

  • http://-- Mauricio PC

    Conrado, só tenho a desejar parabéns e agradecer por este belo post. Sua vida até aqui foi inspiradora e vencedora e sei que você vai conquistar muito mais.

    Muito obrigado por compartilhar seu conhecimento e experiências e tentar mudar o mundo para melhor.

    Abraço.

  • DANIEL FIRMINO

    CONRADO,VC É D+,ADOREI LER SUA HISTÓRIA,ME DECLARO TEU FÂ,VOCE É UM BELO EXEMPLO DE SUPERAÇÃO,HUMILDADE E VITÓRIAS,AINDA TEREI O PRIVILÉGIO DE CONHECE-LO PESSOALMENTE!!!1 GRANDE ABRAÇO!!

  • GeraldoJr

    Grande Conrado!
    Ouvi de você primeiramente através do Siiti. Vi os materiais bônus que ofereceu ao A Classe Alta e estou iniciando a leitura do seu livro Plano B.
    Vou agora ver os primeiros vídeos do Ninja PPC.

    Certamente sua história, embora com alguma dose de sofrimento (que ninguem quer) é real e tocante. Também passei por diversos impasses, quebras e desistências em minhas tentativas de empreender. Felizmente não cheguei a acumular débitos trabalhistas, mas fiquei por muito tempo sem dinheiro e tendo que suportar a cara amarrada da minha mulher. Todos sempre acharam que eu deveria investir numa carreira pública. Eu mesmo às vezes ainda fico tentado, embora saiba que gosto mesmo é do empreendedorismo. Estou tentando mais uma vez, e para isso, procurando me aprimorar, encontrar melhor informação, planejamento e formação.
    Sem dúvida sua história e materiais são impactantes e motivacionais.
    – Sempre acreditei muito em oferecer o máximo de valor à sociedade e por um mundo melhor para todos. Pratico sempre esse forma de viver.
    Parabéns por colher os frutos da sua postura ética e filosófica correta e pelo seu trabalho inteligência e Maestria.
    Eu tenho muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito que aprender, mas não desisto.
    Grande abraço, praz, saúde, boa sorte, felicidade.

  • http://www.dolcecantabille.com.br Alexandra Pradella

    Caro Conrado,
    Persistir, continuar, ser feliz. Premissas de uma vida de sucesso.
    Seu conhecimento está sendo a melhor programação do Carnaval.
    Muito obrigada

  • Guilherme

    Conrado quero agradecer pelo livro Plano B, e pela sua historia que alem de escrita de maneira que prende nossa atenção serve de motivação para quem esta “quebrado” como eu e tambem pela oportunidade que voce está dando a mim e a varias pessoas, atrves dos videos que voce posta, (assisti a todos), foi assim que acabei te conhecendo e fico muito feliz por essa oportunidade.
    parabens pelo seu trabalho, são pessoas como voce que conseguem deixar o mundo um pouco melhor!

  • Joana Cury

    Parabéns por sua História , motivadora e educacional!

  • Angela de Paula Maia Cardoso

    Linda história de vida que se torna uma lição de vida.

  • http://www.facebook.com.br/augustoandrad Augusto José Gutierrez Pagan Andrade

    Realmente uma história de perdições devido à inexperiência da idade iniciativas didáticas e pedagógicas além de tecnológicas trazendo a grande conquista de se achar no mercado e como profissional e pessoa.
    Minha história é parelha, a única diferença é que eu não tive passos tão arrojados e reações infelizes financeiras.
    Iniciei um curso de Engenharia de Computação – Tipo Exportação no Centro Universitário de Osasco (UNIFIEO), um curso piloto de concorrência direta com USP e UNICAMP e com o diferencial (Tipo Exportação), porém abandonei por não ter me identificado, depois passei na Faculdade tecnológica de São Paulo ( Fatec Carapicuíba) no curso Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação e adivinhem, abandonei novamente. Minha Vida teve uma guinada devido à companhias que não prezavam sua saúde e tinham visões limitadas de sobrevivência.
    Infelizmente, apesar da bagagem e da educação ímpar doutrinada pelos meus pais me envolvi com o mundo das drogas e urgias… enfim, desviei o andamento coeso de minha vida.
    Nesse meio tempo fiquei migrando de instituições de ensino particulares, porém realizando sempre o mesmo erro, Tenologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, uma escolha estúpida tendo em vista que eu acreditava que estava estudando para meus pais… enfim… acabei entrando bem.
    Até que um colega de loucuras me indicou um processo seletivo para Consultor de Negócios (Diferencia-se do típico vendedor pela sondagem e acompanhamento so pós venda) sinceramente, respirei ares novos e me identifiquei muito com vendas, porém parece que temos “formigas nas nádegas (para não dizer, mas já dizendo bunda)” e conheci uma mulher praticamente 20 anos mais velha e tive um relacionamento com ela. Dentro desse relacionamento ela me disse para abandonar o emprego ao qual me identifiquei para iniciar corretagem de seguros, pois seria uma maneira de ganhar mais dinheiro e enfim… adivinhem… saí… não vendi seguro nenhum… a mulher tinha dois filhos… (o que é engraçado um moleque de 21 anos cuidando de duas crianças, dependendo de uma mulher e sem ganhar dinheiro) .
    Sem Formação, profissão e desistindo desse relacionamento me vi obrigado a retomar a vida de morar com os pais.
    AGRADEÇO À DEUS POR TER UMA FAMÍLIA QUE ME AMA MUITO!!!!
    Porque olha que não foram poucas que eu aprontei!
    Enfim… acabei entrando no Banco Bradesco no cargo de Escriturário (inicial para qualquer funcionário) e no 10º dia de treinamento tive um SURTO PSICÓTICO! Que maré de sorte não?
    Fiquei dois anos incomunicável, com medo de tudo e de todos, minha consciência me cobrando e castigando o tempo todo…
    Fiz tratamento no hospital das Clínicas porém perdi a vontade de viver e cheguei a encarar como possibilidade o suicídio… mas aí entrou um ponto importantíssimo!!!
    FAMÍLIA.
    Abandonei o tratamento das Clínicas e atualmente passo mensalmente por uma psiquiátrica que me ajuda da maneira que pode… afinal ela não vive comigo portanto sou eu que tenho que tomar as iniciativas.
    Descobri pela pior forma que ninguém poderia viver a minha vida por mim… NOVIDADE??? Bom… eu pensava que seria fácil… aprendi a lição.

    Agora estou com 25 anos e decidi descobrir a área de marketing e ver o que ela pode me oferecer e o que eu posso oferecer à ela, além é claro de ajudar na profissão de Vendas.
    Atualmente estou desempregado, mas estou correndo atrás, quero muito fazer faculdade e vou ver se consigo ingressar de vez nessa área fabulosa de marketing (paixão que descobri durante uma das inúmeras indas e vindas na faculdade).
    Assisti algumas aulas e participei da dinâmica da aula mais do que os próprios alunos, e olha que já estavam no segundo semestre.

    Enfim… Esse é um pedaço da minha história, agora o que vem estou construindo com solidez e um passo de cada vez.

    Por isso pedi a ajuda sua Conrado para dar um direcionamento, uma força mesmo!

    Abração

  • Vanuza Cavalcanti

    Genial Conrado!
    Adorei o texto!
    Sua trajetória foi bastante rica e sua perspectiva para descrever o caos então, nem se fala. Bem própria de sua índole criativa.
    “Se levo esse sorriso…” ou o sorriso que me leva…
    É isso!
    É o Sorriso q muda tudo!
    Q energiza e dá força!
    Um grande abraço e Parabéns!!! :)

  • Irene

    Boa tarde Conrado

    Gostei muito de saber sobre sua vida, me encorajou a recomeçar novamente (fiz muitas vezes, mas sem firmeza).
    Sei que se seguir suas orientações terei uma grande chance de realizar o sonho de ser empreendedora outra vez…rsrs
    Estou lendo o livro Plano B, é maravilhoso!!!

    Um abraço e fique com DEUS!!!

  • http://www.cachacanarede.com/ Ninno Amorim

    Salve, Conrado!

    Adorei a sua história. Nunca tinha lido nada parecido sobre pessoas que conseguiram ganhar alguma coisa com a internet. Fico feliz por ter sabido aproveitar as oportunidades e pelo aprendizado vindo das efêmeras derrotas.
    Adorei a ideia do Forum Social Digital, muito boa mesmo.
    Parabéns.
    Sigamo em frente, porque mudar o mundo para melhor é uma tarefa de sempre.
    Grande abraço.

  • http://fabianagama.wix.com/portfolio Fabiana Gama

    Conrado primeiramente gostaria de parabenizá-lo pela história e pela garra.
    Gostaria ainda, se possível, de obter maiores informações sobre o Fórum Social Digital e a ONG,

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Oi, Fabiana,
      Esse é um projeto que desejo fazer, mas que ainda não tem voluntários suficientes. Descobri que a melhor maneira de conseguir voluntários e pagar por eles :)
      Provavelmente será isso que vou fazer: contratar uma equipe para realizar essa minha ideia.
      Quanto a ONG, está em fase de documentação. É bem burocrático.
      Abraço

  • http://www.lucrosbr.com José

    Olá Conrado, parabéns pela sua história!

    Você é um verdadeiro brasileiro, pois por mais que você tenha desistido de algumas faculdades. Mas você não desistiu de lutar por algo que você queria e que ainda não tinha encontrado ou não sabia ao certo o que era.

    Até encontrar. E quando encontrou é hoje o que é…

    Muito obrigado por compartilhar sua histório conosco… E Muito sucesso!

    Um Grande Abraço..

  • http://www.caoboiadeiro.com Arthur César

    Olá Conrado, Parabens pela sua historia. Mais um belo exemplo para nossa sociedade. Realmente cada um tem aquilo que merece. Voce teve muitos motivos para desistir e se conformar com o que tinha no momento, mas acreditou em voce mesmo e tem o sucesso que merece.
    Abraço… Espero ainda conhece-lo pessoalmente nesta pqna cidade Campinas… hehehe…

  • Marcos

    Caro Conrado

    A sua história assemelhasse um pouco com a minha. Com duas diferenças, Minha mãe é semi-alfabetizada e troquei inúmeras vezes de graduação, apenas fiz o curso que o meio me ofereceu. Hoje estou fazendo Especialização em marketing de livre escolha e gosto pelo assunto. Parabéns pela história me motivou muito a continuar a trajetória que tracei em minha vida.

    Muito obrigado pela oportunidade do aprendizado.

  • http://maisdinheironoseubolso.com/ Cláudio Corgozinho

    Conrado,

    só seu testemunho já é um livro por si. Parabéns por seu trabalho e dedicação em perseguir a sua estrela. Muitos desejam isso, poucos, como você, lutam o suficiente para alcançar seus objetivos. Cada vez mais me convenço que pessoas que fazem a diferença são aquelas moldadas por um caráter doador, dispostas a sacrifícios a favor de algo maior. Que bom que é uma dessas pessoas!

    Abraço e sucesso!

  • alessandro

    muito bom vc compartilhar sua historia de vida com conosco, as vezes queremos desistir mas nao devemoos, preciso acreditar que por mais impossivel que parecer ser, é possivel…precisamos ser sonhadores mas, tmb guerreiros para poder realizalos.

    obrigado

  • Ribamar Oliveira

    Olá Conrado, parabéns pelo testemunho, você é uma pessoa que não desiste de seus sonhos. Hoje tive acesso ao seu website, seu livro Plano B, passarei a ler e esto curioso no que aprenderei. Atualmente moro no Japão e gostaria muito um dia de bater um bom papo pelo Skype. Um grande abraço e mais uma vez meus parabéns.

  • marcelo

    Parabéns Conrado,, vc sem sombra de duvidas é um exemplo de ser humano,historia super empolgante realista, Agora vou retornar ao livro Plano B,, quero voltar com um depoimento tao empolgante quanto esse exemplo,forte abraço.

  • http://www.seobr.net Marcelino Nascimento de Araujo

    Olá Conrado! é um grande prazer para mim escrever aqui no seu blog! tenho um pouco de vergonha em mostrar o meu website, mas tenho Fé que vou melhorá-lo.
    Baixei seu E-Book, você já tem um plano B? não li tudo ainda, porém tenho pesquisado sobre os melhores empreendedores online e entre os que eu encontrei você se destacou, assisti vários vídeos seus e achei Excelente, até mesmo porque estou desenvolvendo um sistema de renda extra na internet e quero oferecer o melhor de mim por isso estou também buscando a ajuda dos melhores!

    Se pudesse definir o que penso a seu respeito, numa frase, diria: já que não gosto muito da palavra ídolo, definiria então assim:

    “a Internet é um grande espelho e você sou eu no futuro”

    Obrigado um Grande Abraço!

    Que Deus muito mais o Abençoe ainda!

    Marcelino Araujo

  • http://www.youtube.com/user/JOHNROBERTVISAO JOHN ROBERT

    Prezado Conrado,

    vossa visão de mundo é ufanista e sobre a Web é um tanto romântica, certamente, com a dedicação maior ao estudo de antropologia, Sociologia e Poder, algumas considerações suas iriam diminuir bastante a forma de se expressar, pois o mundo está longe de ser COR DE ROSA e tão viável como lhe parece…
    Ensinar realismo com equilíbrio é vital ao invés de motivação e fé não raciocinada…

    Grande Abraço Fraterno

    John Robert
    https://www.facebook.com/johnrobertestrategistafilosofo

  • Marcelo Henrique Lima

    Conrado boa noite!

    Quero parabeniza-lo por uma história tão impactante, afinal de contas uma história como essa incentiva outras pessoas que querem mudar de vida e construir um mundo melhor. Estou pesquisando sobre trabalho na internet a algum tempo e encontrei bons profissionais do ramo com quem consegui dicas bem interessantes, mas confesso que você se destaca nesse universo. Vou ler o seu livro com todo o interesse e com certeza aprenderei muitas coisas. Um grande abraço e muito sucesso!

    Marcelo Henrique Lima

  • http://www.ticpro.com.br Carlos Dias

    Boa noite Conrado!

    Sou basicamente um vendedor de tecnologia para empresas, que por acaso resolveu, há três anos, abrir uma negócio. A ideia surgiu para sanar problemas de qualidade, entrega, comprometimento. Ótimo, agora a empresa é minha eu resolvo o que vou vender e como vou vender com base naquilo que tenho observado como anseios dos clientes relacionados a provedores de serviços de tecnologia.

    O planejamento foi fantástico, mas, o mundo existente entre o planejamento e a execução me pegou de jeito. Claro, 3 anos e meio depois, posso garantir que fiz uma grande MBA.
    _____________________________________________________
    escrevi umas 400 linhas aqui pra explicar o que houve, mas, resolvi deixar para o dia que tiver a chance de conversarmos pessoalmente.
    _____________________________________________________

    Estou reformulando a empresa e a transformando em um provedor de serviços gerenciados para pequenas e médias empresas, porque acredito que desta forma eu consiga aplicar marketing digital a este modelo de negócio. Comecei uma vasta pesquisa. Através de um amigo conheci o trabalho do Seiiti da Arata Academy e tive a oportunidade de assitir a uma das suas entrevistas.
    De lá pra cá, tenho mantido contato com o seu material diariamente, e posso afirmar que estou mais convícto de que o caminho para o meu negócio está na internet.
    Não conseguirei participar do próximo curso dos 8Ps, mas, conte comigo na turma seguinte.

    Forte Abraço!

    Carlos Dias

  • Alice Ávila

    Conrado,

    Foi um prazer saber mais sobre você. Me inscrevi no curso de Maio e será melhor ainda poder conhecê-lo pessoalmente.

    Assim como na sua trajetória, ainda estou buscando uma atividade que me realize e me faça feliz (também tenho esse lema de vida) e tenho encontrado na área de Mkt Digital uma satisfação imensa. Quem sabe não chegou a minha vez???

    Parabéns pelo seu exemplo e espero aprender muito ainda com você!

    Sua fã!

    Alice Ávila

  • Adenor Mendes Sousa

    Fantástico… seus ensinamentos são fantásticos. Quero me aliar á todos
    vocês.

    Obrigado!

  • lia

    Boa noite!!
    Nunca e tarde, nao e mesmo?
    Somente hoje descobri seu site, e praticamente passei as horas disponiveis de hoje buscando informacoes….extremamente motivador!!!! ate o video de Bh ja assisti! Virei fa.
    Lia

  • Sidnei Miquelin

    Parabéns Conrado!

    A sua história é fascinante.
    Para mim retratou perfeitamente aquela frase já dita muitas vezes, que o mais importante na Vida é a caminhada Rumo ao tão sonhado Lugar ao Sol.
    Quando temos convicção aonde queremos chegar, devemos ser despojados de Preconceitos e Paradigmas.
    Não existe verdade absoluta, o que vale mesmo é a percepção apurada e humildade suficiente para ter coragem de sempre recomeçar.
    Ter Sucesso é ser Feliz.
    Ser Próspero é ser Livre.
    Ser Rico ou Pobre é totalmente proporcional e depende do quanto acreditamos e investimos em nós mesmos.

    Um grande Abraço!

  • http://www.semirlira.blogspot.com Semir Lira

    Olá Conrado. Sua humildade em compartilhar suas dificuldades me empolgou! Pensei que ia custar – e custou – a encontrar alguém que tivesse desistido de uma escola militar. Desisti da ESSA, depois de também estudar dois longos anos para passar. Mais hoje estou muito feliz, depois de uma jornada longa estou me achando em termos de profissão! parabéns pelo post!

  • Derly

    Uma história que se começa a ler e não quer mais parar… Por isso li até os comentários, de onde resumi o que se pode pensar de você:
    “exemplo de ser humano”
    “destaque entre os melhores empreendedores online”
    “a internet é um grande espelho e você sou eu no futuro”
    “história que incentiva pessoas que querem mudar de vida e construir um mundo melhor”
    “parabéns pelo seu exemplo e espero aprender muito com você”
    “fantástico… seus ensinamentos são fantásticos”
    “…buscando informações… Extremamente motivador!!!
    “a sua história é fascinante”
    São alguns dos adjetivos de outros tantos que ainda virão. E vamos ao
    Plano B.
    Obrigado.
    Derly.

  • http://www.portaldocomercioeindustria.com.br Afonso Nast

    Fantática história Conrado,
    No momento li apenas a metade pois a cada dois ou três parágrafos já da vontade de comentar a respeito pois é muito interessante.
    Me identifiquei muito quando você diz que pensou em estudar Psicologia para tentar entender o que as pessoas pensam (pois eu não entendo).
    Por último o fato de ter chagado cedo na festa. Eu cheguei ainda antes de você, em 2002 e iniciei em uma pequena cidade do interior na época com menos de 30.000 habitantes e onde os comerciantes, mais de 90 por cento sequer sabiam ligar um computador e achavam que internet era coisa só para fazer sexo virtual ( por ironia do destino apenas os comerciantes achavam isso pois a população em geral já usava e falava muito em Internet).
    Por aí você ja imagina minha decepção inicial.

  • Maria João R.D. Oliveira

    Obrigada Conrado, foi um prazer saber um pouco mais sobre si.
    Conhecer o seu percurso e o ritmo com o nos o apresentou foi muito motivador e inspirador!
    De facto, sua história “tem inspirado muitas pessoas a perseguirem os seus sonhos.” …
    … “A internet é apenas uma ferramenta. O fim continua sendo o sonho, a felicidade.”
    Deixou-me com grande expectativa em relação ao Curso 8Ps MD!
    Maria João

  • Alessandro Silva

    Eu já conhecia a sua trajetória, através de um video que assisti no you tube, na verdade foi o 1º video, e gostei ! vc foi ousado em buscar o seu sonho e aliado a persistência e muito trabalho, vc conseguiu se tornar esta fera, e o que eu achei muito legal é vc compartilhar isto conosco, eu sou cadastrado no hotmart e vou procurar me informar arrespeito de tudo que esta voltado para esta area, pois pude ver que a informação é o grande segredo.

    Parabéns e muito obrigado !!!

    Abraços !

  • Maria Ignez

    Olá Conrado, acabei de assistir sua entrevista com o Seiiti Arata e baixei o seu livro, achei a sua história e entrevista inspiradoras, você se mostra como um exemplo de determinação e força de vontade. Concordo quando diz que as pessoas não fracassam, mas desistem, realmente é muito mais cômodo dar desculpas do que arregaçar as mangas e ir à luta.
    ainda não sei o que quero fazer no plano B, mas sei que vou ter um. Fico feliz de saber que poderei contar com a sua ajuda.
    Parabenizo a sua iniciativa.
    Desde já agradeço
    Maria Ignez

  • http://www.boung.com.br Camila

    Conrado, para mim foi sinceramente muito estimulante ler sua história de vida. Quando vemos uma pessoa de sucesso, nossa primeira impressão é a de que essa pessoa nunca passou por dificuldades para estar no patamar onde está.
    Ler que você desistiu de algumas faculdades, que teve uma empresa que faliu, mostra que mesmo passando por momentos difíceis somos capazes de nos reerguer e conquistar o que desejamos.
    Eu e meu namorado montamos uma agência de marketing e propaganda no início de 2013, e como você já deve saber é realmente muito difícil entrar num mercado tão competitivo, com empresas bem mais experientes e já com um certo prestígio no mercado, principalmente em uma cidade relativamente pequena e ainda um pouco provinciana como a que estou situada.
    Sua história e os conhecimentos que temos obtido através de seus vídeos e posts estão dando a “injeção de ânimo” que necessitamos para continuarmos nosso negócio. Parabenizo pela atitude e desejo que continue sempre prestando este trabalho tão motivador a todos pequenos e médios empreendedores!
    Camila

  • http://profpaulobrites.blogspot.com Paulo Brites

    Caro Conrado

    Em primeiro lugar P A R A B É N S.
    Descobri você através do Gustavo Freitas, ótima dica.
    Vou acrescentar uma frasezinha às suas “as pessoas não planejam fracassar, fracassma porque não planejaram” (não lembro o autor.
    Entendo as suas agruras. Já passei por elas com um empresa que durou 14 anos e não podia nem fechar porque não conseguir me desvencilhar do nó onde estava metido. Mas tudo tem solução.
    E no dia 20 de dezembro de 2004 a solução começo para mim na Internet onde pricurava uma coisa e achei outra. Acabei passando num concurso público. Não é nenhuma maravilha, mas é estável.
    Só que em janeiro de 2015 irão me aposentar a grana vai cair. Por isso já estou planejando o plano B.
    Vou ler seu livro e quem sabe ele me ajuda, Ja tenho algumas ideias, mas como diz você eu sou “hunter” não sou “farmer”.
    Você está no caminho certo Informação deve ser compartilhada, pois sem informação não há cidadania.
    Abraços
    Paulo Brites

  • http://www.tagidea.com.br Eneida Ribeiro

    Adorei você, Conrado!
    Um visão humana deste mundo digital! Lindo!
    Vou te acompanhar!
    Beijos,
    Eneida

  • Giovanni Pereira

    Inspiradora e motivadora sua história Conrado. A ideia de ajudar antes e colher os frutos depois, colocar o dinheiro com meio e não como meta principal e que as pessoas não falham e sim desistem, é que nos faz ter certeza de que a busca pelos nossos objetivos é e sempre será possível. Parabéns!

  • http://www.marcopolobaptista.com Marco Polo Baptista

    Olá amigo,
    Chomo-lhe de amigo pois me identifiquei muito com a sua história. No momento estou na fase de quitar dívidas, enormes.
    Aprecio muito o seu trabalho e, principalmente, a forma com que você vê o mundo e a vida. Sua visão é correta e o mundo é cor de rosa sim. Pelo menos o mundo que Deus criou. Cinza é o mundo que nós insitimos em criar o tempo todo.
    Bem, tomo coragem de pedir que se você achar conveniente, contatar-me pelo email pois preciso de assessoria e acho que você pode me ajudar a me tornar o que eu estou destinado a ser.
    Obrigado, parabéns.

  • http://www.rededobem.net LAERTES LIMA

    Olá Adolpho
    Li sua história de ponta a ponta, fiquei encantado com sua pessoa, que vontade de conversar pessoalmente contigo, peço a Deus que um dia isso se realize. Temos vários pensamentos em comum, de fato sua história serviu de inspiração para me ajudar a superar os desafios do meu momento presente, que infelizmente não está fácil na área financeira. Sua frase “as pessoas não falham elas desistem”, recitarei como uma oração de motivação, de tão apropriada que ela é para este tempo da minha vida. Há três anos atrás eu era gerente do Banco Itaú, pedi para sair por ter sido transferido para uma cidade sem ter chance de dizer não. Mas tinha dinheiro aplicado e um bom dinheiro mais de R$200.000,00 não tinha dívidas e estava na vida que pedi a Deus, montei uma empresa de massagem, junto com uma atividade através de uma empresa de marketing multinível, na área de bem estar e qualidade de vida e estava indo tudo bem, até eu criar um projeto para ajudar os outros a conquistarem a vida que eu tinha e acabei levando um calote e perdi tudo o dinheiro que tinha, bens materiais e hoje estou me recuperando através de uma Projeto que estou desenvolvendo através da internet, mas fazem apenas cinco meses e estou engatinhando ainda neste mercado virtual. Seu eu tivesse dinheiro não pensaria duas vezes em contratar teus serviços, até eu conseguir isso, vou absorber o máximo de informação gratuita que puder, pois sinceramente fui cativado pela sua maneira de olhar a vida, as pessoas e as diversas realidades de nossa existência. Deus o abençoe muito. Um forte abraço e que sua vida seja plena e abundante a nível: Mental, Físico, Espiritual, Emocional e Financeiro. Paz e Bem! Laertes – Guarapuava Pr

  • http://www.terapeutaprospero.com.br Marcos Bastos

    Salve Conrado!!
    Emocionante sua estória, esse aspecto missionário me motiva muito, essa busca além da obviendade da matéria pela matéria te humaniza bem como os caminhos virtuais, que é só uma expressão do SER(para quem o sabe ser).
    Logo quero te conhecer pessoalmente, creio que o cosmo já está providênciando os caminhos para esse Feliz encontro!
    Paz Profunda!!!

  • Antonio Arnaldo

    Prezado, certamente muitas pessoas se encontram em sua história. Estive lendo e me vi em muitas situações por voce apresentada, principalmente no quesito falência e dividas.
    Tenho que agradecer a você por a partir de seus relatos posso inspirar e perceber o mundo de outro modo. Mesmo tendo a consciência de toda dificuldade encontrada no dia a dia.
    Foi um presente para mim. Agora tenho que saber usar muito esse meu presente.
    Obrigado e muito mais sorte pra voce.

  • http://www.terapia-e.com.br/ Pedro Paulo de Souza

    Valeu Conrado!
    “As pessoas não falham, elas desistem.”
    Sucesso e parabéns!
    “Tamo junto”!

  • kleto faria

    Caro Amigo.
    Recentemente encontrei você na internet ao começar a buscar informações sobre marketing digital, além de outros parceiros. Tenho assistido seus vídeos e tem sido de muita instrução e inspiração. Como você citou no seu texto, também vivi muitos altos e baixos na vida, e também passei por um período de depressão bem grave.,Mas hoje estou bem e querendo fazer mais na minha vida. Também creio que a coisa mais importante que existe são pessoas e elas devem ser o foco principal da nossa existência. Quero fazer mais por elas, viver coisas novas,me realizar mais para poder realizar outros. Parabéns pelo seu trabalho e pela sua filosofia de vida, traz muita motivação para nós. Estou estudando marketing digital, planejando novas ações e mudanças para os próximos tempos. Quero ver se em 2014 faço o curso 8 Ps. Um grande abraço e que Deus abençõe sua caminhada.

  • Marcos Anderson

    História muito bonita Conrado.!PARABÉNS…tem me ajudado muito em minha meta de conquistar independência. ..muito obrigado! Abração.

  • http://Aindanãotenhomas...vamosesperarpraver. Fernanda

    Bom dia Conrado.

    Gostei muito do que li a seu respeito. Sou nova no ramo e ainda não tenho nem idéia do que fazer e de como fazer. Mas através de sua história acredito que minha vida já tomou uma direção. Também passei e ainda estou passando por baixo e altos momentos na vida. Acredito que atingirei ainda um foco, um objeto que possa me torna uma pessoa melhor tornando outras melhores. Parabéns pelas conquistas que realizou e muito sucesso daqui pra frente. Deus ilumine o vosso coração e sua caminhada.

    PS. Você também iluminou meu caminho com suas experiências e idéias.

    Parabéns à você. Abraços.

  • http://Www.coisadigital.com.br Luiz Tuschinski

    Meu site esta ainda “no forno”. Mas queria lhe dizer o quanto lhe sou grato pelo ebook PlanoB. Ele esta abrindo meus olhos para uma nova realidade. Acabei de ser demitido e graças a Deus por isso.
    Agora estou tocando meu projeto de IM com toda garra. Como vc disse, Conrado, as pessoas não falham, elas desistem. E eu não vou desistir da minha ideia, e ainda vou fazer o seu curso 8Ps. Quero trabalhar somente pela internet e dar o melhor para a minha família. Estou certo de que vou conseguir. E lhe agradeço pelos vídeos gratuitos que você disponibiliza, não por serem simplesmente gratuitos, mas porque tem conteúdo muito bom. Que Deus lhe recompense grandemente por isso. Abraços t todo sucesso pra você.

  • jomileebt

    muito legal ler sua trajetória…o que gosto é do seu entusiasmo e a capacidade de acreditar…estou lendo seu livro o plano B e acreditando que me ajudará a não desistir..grata …

  • http://inicianteseminformatica.wordpress.com/ Cláudia Mônica

    Ola Conrado. Gostaria de dizer que fico muito feliz em saber que com força de vontade conseguiu vencer na vida. Confesso, que eu, sou muito ainda neste “Desiste antes mesmo de tentar”. Mas tenho certeza que ainda melhorarei neste aspecto. Também venho de muitos cursos completados, mas mal sucedidos, pois não era bem o que eu queria ainda. Mas vou descobrindo cada vez mais que meu forte é mesmo a área da informática. Só que ainda sou bem leiga quanto a este assunto. Meu conhecimento ainda se resume muito a blogs, e redes sociais, visto que de marketing não conheço absolutamente nada. Já desenvolvi alguns blogs a algum tempo, mas os fechei por conta de desistência. Mas com a recomendação de um amigo, vim conhecer este blog. Gostaria de compartilhar informações e conhecimentos. Acabei de baixar seu e-book sobre o marketing. Desejo muito começar uma pequena empresa com os conhecimentos que tenho, e visto que minha cidade é pequena e de poucos recursos, terei de me esforçar bastante, rs. Mas uma coisa que não farei agora é desistir, pois meu forte é esta área. Espero aprender muito com seus conteúdos. Também estou com um blog só que ainda está em desenvolvimento, somente com introdução. A pequenos passos vou melhorando. Agradeço desde já estas dicas.

  • Carla

    Conrado Estimado, Boa Noite!

    Vou resumir: Amei sua mini bio, me amarro no seu trabalho e na sua luz de incentivo as pessoas! Muito bom! Abraços!

  • Eraldo

    Conrado, que voce nunca desista de proporcionar a felicidade através dos bits

  • Walter Nery

    Olá Conrado. Trabalho no ramo do Turismo e estou me conectando definitivamente com o mundo virtual somente agora, aos 50 anos, depois de muitas curvas, lombadas e atalhos na estrada da vida, assim como vc. Vou participar do curso em SP no final deste mês e a expectativa é enorme. Adquiri o livro 8ps do marketing digital, mas quis “acelerar” o aprendizado, por isso o curso presencial veio em boa hora. Lendo seu relato de vida, percebo que é uma pessoa iluminada, com muita disposição e PERSEVERANÇA , o que considero fundamental no mundo atual. Será um grande prazer conhecê-lo pessoalmente. Até o dia 25/10. abraços,

  • http://www.interflores.com.br Sebástian Tolentino

    Conrado, uma inspiração!

    Estava muito desanimado com minha loja virtual, vendas baixas, problemas com funcionários, em fim… e depois que conheci você Conrado, lendo sua historia de garra, perseverança, alguns posts, parei e pensei: Poxa estou vivo, e posso muito mais!!! Um dia quem sabe você conhece toda minha historia…
    Ainda não estou podendo adquirir o livro, mas acompanharei todas suas publicaçoes, tudo mesmo!! E farei o possivel fazer os cursos contigo. Conrado, tenho certeza que você vai mudar minha vida, e serei eternamente grato!!
    Abraços,

  • http://www.montradigital.pt Bruno Almeida

    Olá Conrado,

    Como é bom saber que não sou o único louco neste mundo. A sua hitória de vida é uma inspiração e o garante de que a minha opção de deixar o “emprego certinho” e tentar traçar o meu caminho não será em vão. A minha necessidade de procurar o bem comum não é compatível com a actividade profissional que tinha… era de facto uma pessoa infeliz!
    Obrigado por partilhar as suas experiências.

    Um abraço,
    Bruno Almeida
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=116477951855886&set=a.116477468522601.1073741829.116461091857572&type=1&permPage=1

  • Rafael

    Parabéns pelo sucesso Conrado.

    Quero lhe dizer que me enxerguei em você.

    Faz anos que sou infeliz no que faço, não apenas pela fracasso financeiro, mas principalmente pela impossibilidade de soluções satisfatórias dos problemas das pessoas (visto que meu intermediário é falido e custoso) e também pela falta de reconhecimento do meu trabalho aliado à minha desmotivação pela minha profissão.

    Faz seis anos que sou formado, não consegui me estabelecer na profissão, não angariei clientes, não obtive reconhecimento profissional, gastei tempo, dinheiro, estraguei minha saúde, fiquei estressado, desmotivado, beirei a depressão e cheguei a conclusão de que perdi meu tempo porque simplesmente “enxuguei gelo”.

    A única imagem que tenho de mim mesmo é que sou um fracassado.

    Recentemente enxerguei no marketing digital (algo ainda distante da minha área de atuação e distante das minhas possibilidades) um campo fértil para a minha felicidade, para a minha economia de tempo, para a solução eficaz de muitos problemas e para o meu reconhecimento e autoestima.

    Espero poder usufruir dos seus conhecimentos para me propiciar uma melhora de vida e assim, ajudar aos outros, fazendo com que todos possamos construir um mundo feliz!

    Um abraço!

  • http://www.pedroquintanilha.com.br Pedro Quintanilha

    Sua história tem sido uma inspiração pra mim. Tenho orgulho de ser seu aluno e de poder lhe conhecer mais de perto durante esses anos. Fico feliz de aprender com você e ver seu crescimento e resultados. Um grande abraço.

  • Talita

    Sua História é simplesmente fantástica e inspiradora… Não da para escrever aqui o quão profundamente sua história me tocou…
    Só posso te desejar que tudo o que vc tem se multiplique… desde conhecimento até seus sonhos…
    Parabéns

  • Wagner Stoffel

    Acompanho o mais perto que posso todos os seus trabalhos, tem sido muito importante para muitas pessoas. Obrigado por existir!

  • Paulo

    Olá Conrado

    Parabéns pela sua história e por sua determinação na procura da felicidade mesmo em situações que vão de encontro as padrões que a sociedade estabelece.

    Me identifiquei muito com você porque assim como você eu estava no ITA eu estono no 3º ano de IME e sei que não é o que eu quero fazer da minha vida.E estou pensando seriamente em larga o curso esse ano e começar a aprender sobre marketing digital.

    Obrigado por compartilhar sua história.

    Paulo

    • http://www.conrado.com.br Conrado

      Paulo,
      Vá atrás do seu sonho. Do que te faz feliz, mas não se esqueça que o caminho será bem tortuoso. Muito mesmo. Se tomar essa decisão, se prepare para enfrentar alguns anos de pedras :)
      Grande abraço

  • Fábio Góes Augusto

    Adorei sua trajetória. Sua história é a história de alguém que nasceu fadado ao sucesso! Você merece, parabéns!

    • Conrado Assis

      Ninguém nasce fadado ao sucesso…rs…
      Aliás…nasci em um bairro que reune “muitos intelectuais, acadêmicos, artistas, militares e políticos, atraídos pelas características históricas, culturais e pela qualidade de vida que o bairro proporciona” …rs…sou essa mistura.

      • José Neto

        Vlw pela dica, Conrado! =) Quero a vaga

  • http://emconstrução ADAUTO

    Sem sombras de dúvidas, seu trabalho é maravilhoso, um curriculo excelente e muita garra.
    A ousadia é a chave do bom empreendedor e seus objetivos são.
    A parte mais importante; como o conhecimento é multiplicativo! bem como a primícia de São Francisco, ” é dando que se recebe.”

    Sucesso e vida longa.
    Grifo: VAI SER BOM PARA TODOS.
    ADAUTO

  • http://escolaimovel.com Henrique

    Conrado, inspiradora sua história.
    Me vi em muitas partes dela, é impressionante mesmo com a singularidade do ser humano termos tanta coisa em comum.
    Gostaria de parabenizá-lo e agradecer pois muito coisa já aprendi com o material que você disponibilizou gratuitamente.
    Você é grande.
    Abraços.

  • http://alandelgado.com.br Alan

    Grande Conrado!
    E eu achando que tinha falhado algumas vezes rsrs, assim como você comecei muito cedo e direto ao chão! rs Acho que foi a melhor experiencia de empreendedorismo que já tive. Fiquei uns 3 anos pagando as consequências, achando que nunca mais iria voltar a ser empresario, mas isto ta no sangue, fala mais forte.
    Deu para perceber de onde vem todo as sua experiencia de vida, parabéns e sucesso sempre!
    Abraço

  • http://teresasantos.com.br/vivele.com.br Teresa Santos

    Duas certezas: 1) quero fazer do marketing digital a ferramenta para meu sucesso como correotora de imóveis;
    2) como 99,99% dos seus milhares de seguidores, gostaria de ter a maior proximidade possível para, sem idolatria ou mitificação, absorver tudo o que tem para compartilhar.
    Deus continue lhe abençoando.

  • Jocelio Santos

    Então, abandonar 4 faculdades em busca da felicidade (ajudar pessoas) e como um excelente agricultor colher excelentes frutos.
    parabéns Conrado, a cada dia vc nos mostra ser um grande guerreiro que jamais desiste e como premio recebe as medalhas de reconhecimento pelo trabalho realizado, ajudando a todos que buscam conhecimento através do material primeira qualidade que vc disponibiliza.

    SDS.

    Jocélio Santos.

  • http://www.modatvonline.com.br Ana Lucia

    Conrado,

    Sua história é exemplo de coragem, de perseverança e em muitas frases suas me identifico e consigo entender o que passei, o que estou passando…

    Às vezes os problemas são tantos que nos perdemos, e ouvindo (lendo) a sua história vemos que não somos só nós que passamos por situações difíceis. Assim como vc passou e venceu, não podemos desistir!

    Como disse vc: “As pessoas não falham, elas desistem”.

    As dificuldades que aparecem são muitas, mas que Deus continue lhe abençoando para que possa ter esse coração aberto para ajudar as pessoas a não desistirem nesse caminho!

    Te admiro muito!!!

  • Clademiro Lima Ramos Lma Claud

    Hoje ao
    ler a sua história pude entender que estou no caminho certo. E que a nossa vida
    ela já é um sucesso, basta saber qual o caminho
    a- trilhar. A minha luta tem sido constante, porem… Já consigo enxergar o
    sucesso que me espera.
    Tenho certeza de uma coisa durante longo da sua luta você venceu
    e está vencendo porque usou a melhor ferramenta
    a persistência- e não desistiu. Tenha mais e mais sucesso.

  • Thaissa Mendes

    Olá Conrado!
    Gostei muito da sua história, me identifiquei muito com ela. Encontrei o que estava procurando. A gente se vê um dia pra eu te contar o que mudou depois de te acompanhar. Parabéns pelo trabalho! E muito obrigada por ele!

  • Sil Rufino

    Nossa, que história de vida!
    Você disse tudo.. As pessoas não falham, elas desistem…
    Essa frase me impactou de tal forma, que eu não desistirei das minhas metas e objetivos…
    Obrigada!

  • Simone de Lima

    Olá Conrado, fico sempre me perguntando como pode pessoas receberem limão da vida, umas ficam azedas e outras, fazem limonada, caipirinhas e outras coisas, será isso só mindset?Ficou claro que vc faz parte do grupo q tranforma limão em coisa BOA.Será q vc pode me ajudar?

  • fredy

    Conrado

    Muito obrigado o seu conteúdo transformou minha vida, sua história é inspiradora, e o seu conhecimento constrói

    Fredy Lima
    aluno 8 ps turma 34
    aluno remindset

  • Nuno Arcanjo

    Salve salve Conrado… quando vi o tamanho do texto, pensei em desistir. Mas cheguei na frase-mestra: “As pessoas não falham.. desistem!”, recuperei o fôlego, e cheguei até o Fim.. ou melhor, pelo que te acompanho, está apenas no Começo de algo ainda Surpreendente. Por exemplo: “Oscar, Here we GO!” Abraço forte. Nuno, poetaempreendedor.com

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Pingback: ()

  • Rafael Paulino

    Conrado, te conheci despretensiosamente em alguns dos vídeos de marketing digital e em palestras dos famosos eventos “summit” de alguns dos profissionais de marketing digital. Gostei muito da sua maneira de lidar com as vidas das pessoas, pois apesar de sermos egoistas temos que mudar!!! Sou engenheiro, servidor público e desde que te conheci percebi e reavivei o sentimento de empreendedor que sempre tive dentro de mim. Agora sei que daqui em diante, a partir do cursos que estou assistindo no portal 8p´s e da 4ª leitura do livro, terei outra visão com relação a prestação de serviços e empreendedorismo que é: “primeiro mostre valor naquilo que você faz e depois realiza a venda”. Muito obrigado por me fornecer uma visão clara do que é empreendedorismo!!!!!!

    Abraços e feliz 2017!!!!!!!!!!!

  • K3lktrx0l

    “Dinheiro não é um fim, é um meio”
    Até parei pra comentar… Nunca tinha ouvido você falar isso Conrado, e é exatamente o que eu penso, o dinheiro é apenas o meio, o mais importante é o que nos move, nosso objetivo de vida, isso está acima de tudo.

  • https://leandroborges.net/ Borges

    Conheço o trabalho do Conrado há 2 anos e ao ler esse post (o que acredito que poucos o fizeram) consegui finalmente defini-lo: Ele é o Jimmy Hendrix do Internet Marketing no Brasil…

  • Oscar Pontes Neto

    Conrado,

    Gostei muito do texto. Ontem de noite, assisti ao seu vídeo sobre indicação de livros (anotei para providenciar) e hoje, comecei o dia lendo suas palavras. É muito bom encontrar pessoa que pensa como eu penso. Acredita no que eu acredito. Teve a coragem de mudar o rumo da vida como eu também tive (deixando o mesmo número de cursos universitários). Você na área de marketing e eu na área financeira. Sou seguidor de seus conteúdos que com certeza vão me ajudar a acumular a maior riqueza que é o conhecimento. Abraço

  • Liliane

    Muita, muita gratidão por compartilhar sua vida e seus conhecimentos, Conrado!
    Fui realmente impactada pelas suas palavras…”As pessoas não falham, elas desistem”
    Que tenha cada vez mais sucesso nos seus empreendimentos!
    Um forte abraço,
    Liliane