Tire sua armadura e viva mais leve

Quando estava na faculdade de engenharia, tinha um amigo que desconfiava de tudo. Para ele, todos tinham uma segunda intenção. Para ele ninguém fazia nada de graça. Sempre havia um interesse oculto. Talvez, nesse momento você esteja pensando “infelizmente a vida é assim e o seu amigo estava coberto de razão“. Eu lhe pergunto: “será?“.

Eu comparo esse tipo de pensamento a viver com uma enorme, pesada e protetora armadura. Ela defende você do mundo, mas não deixa que você respire direito, nem se movimente com leveza, nem sinta o mundo na sua totalidade. Através de uma pequena fresta você só consegue ver uma parcela minúscula do mundo a sua frente, mas perde as flores em torno da estrada.

Lógico que mundo traz os seus demônios, mas junto com eles também vêm os anjos. Não é possível separá-los. Se defender tanto dos demônios significa não dar chance de conhecer os anjos.

Com o passar dos anos vi esse meu amigo ficar cada vez mais isolado do mundo. Refratário a todo tipo de estranhos, sempre na desconfiança que todos só queriam se aproveitar, afastou os que queriam ajudar. No temor de que alguém lhe machucasse, rejeitou quem podia lhe amar. Hoje vive praticamente sozinho.

Não digo para ser inocente, pelo contrário. É preciso analisar antes de aceitar, porém, é preciso dar a chance do outro se mostrar. Como em um namoro que se deixa a pessoa entrar no seu coração aos poucos até que você saiba se deve entregar-lhe a chave.

A sabedoria consiste em não deixar que o mal que te façam polua o seu coração, mas dar espaço para o bem entrar e mostrar o quão bom pode ser um abraço ou um sorriso sincero. O que precisamos não é de uma armadura, mas de um filtro que analise antes de decidir se descarta ou não.

Todos sofremos e isso faz parte do nosso dia a dia. Vestirmos a armadura é tentar eliminar o processo natural de perdas e ganhos, dores e alegrias, que nos torna maduros e nos desenvolve como seres humanos. Quem não sofre não sabe o que é fazer o outro sofrer.

Há uma frase de Vinicius que há muito tomei como verdade: “quem já passou por essa vida e não viveu/ pode ser mais, mas sabe menos do que eu/ porque a vida só se dá para quem se deu/ pra quem amou, pra quem chorou, para quem sofreu“.

Tire sua armadura e viva mais leve e feliz.

  • Thiago Henrique Souza

    Boa!

  • http://www.menchini.com.br Gabriel Menchini

    Show!

    “A sabedoria consiste em não deixar que o mal que te façam polua o seu coração”.

  • Raquel Santos

    Uau!

  • Paulo Silva

    Perfeito!! É bem isso mesmo. Obrigado Conrado!!

  • Thiago

    Lindo texto Conrado.
    Tenho lido todos, sou seu cliente no 8ps apesar de ainda não ter um negócio, mas te sigo e pago pelo que você produz pelo tamanho do valor que você oferece com transparência e humanidade, além da qualidiade, então agora resolvi postar um comentário. Seja imparável sempre, pois você subiu um degrau a mais na escala da evolução e faz parte de poucas pessoas no mundo que desvendaram mistérios da vida ocultos pelo medo inconsciente ou consciente que aprisionam a maioria da humanidade dentro de sí mesma. Obrigado por nos inspirar.

  • Dárcio Corrêa Jr.

    Abrigado pela reflexão Conrado a proteção pode dar segurança mas também isola. Precisamos de armaduras inteligentes e flexíveis.

  • Franciele Mantovani

    Fantástico!!

  • http://www.ganharnanet.com/ Luis Leite

    Muito Bom !!!!

  • Edmar Almeida AV

    Ótimo conteúdo!!!

  • Ana

    Medo. Medo define qualquer significado q possa existir para quem usas armadura, a vida é cheia de espinhos e o medo de se ferir é grande, nem toda armadura é boa o suficiente e quem usa tem de abrir mão dela as vezes, no meu relacionamento por exemplo, abri mão dela quando o deixei entrar em meu coração mesmo sabendo que isso pode me magoar no futuro, abri mão quando decidir abrir minha loja, mesmo sabendo q poço me decepcionar, abri mão em mts momentos da vida, pra arriscar a sorte talvez. A armadura é um meio de se sentir seguro de td q existe, pq algumas pessoas nascem fortes e não precisam dela, mas existem outras q não são tão forte e a comodidade de se criar uma rotina e distanciamente de td q pode magoar, é necessário.
    O segredo é saber usar a armadura em momentos certos, ficar sem ela é se expor dms e ficar apenas com ela é se retrair e perder o q tem de bom por ai.

  • Alvaro Domingues

    Eu tive um amigo assim e tinha este bordão. Um dia perguntei com toda a seriedade se todos eram assim, com segundas intenções em tudo o que fazia, se ele também era. Ele me olhou assustado e não respondeu. Eu continuei.: “Suponho que não. E partindo do principio de que se uma pessoa — você — é capaz disso, deve haver outras também capazes disso.”

    Não sei se ele mudou de pensamento, mas ele nunca mais disse isso pra mim.

  • Alexandre Magno

    Se tivesse falado do “ganha ganha” teria sido muito mais convincente. Não conheço a pessoa do Conrado, para julgar o texto em termos de autenticidade.

  • Leonardo Rocha

    Eu acho importante nesse questão, quando se trata de negócios sempre seguir o dinheiro. No contexto financeiro, a ideia é entender quem ganha com o que.

    Isso ajuda a esclarecer os interesses em jogo, que existem. Mas não é porque a pessoa ganha algo, ou te vende algo que ela esta te enganando ou te ferrando. De fato muitas pessoas acabam se fechando a ajuda externa o que é ruim..

    Um pouco da armadura é bom e necessário, Mas muita armadura não adianta mesmo!