Você sabe o que é uma mentoria?

Essa é uma pergunta que eu recebo com bastante frequência e, muitas vezes, vem acompanhada de uma confusão entre os termos consultor e coach. Este artigo é exatamente para te explicar isso. Primeira coisa: o que é um mentor?

Bom, um mentor é aquele cara que já passou pelas mesmas situações, problemas e desafios pelos quais você está passando agora. Vamos exemplificar: imagine que você é um advogado e que você está enfrentando vários desafios e, em um dado momento, você gostaria de ter um advogados com mais de 30 anos de carreira do seu lado te dizendo; “calma, as coisas não são bem assim” ou “faz desse jeito que vai dar certo”.

Já percebeu quanta esforço que esse conselho pode poupar na sua vida?

O mesmo acontece com outros empresários. Eu dou mentoria para empresários, eu tenho uma carreira de 20 anos no empreendedorismo. Então eu já passei por diversos problemas, diversas crises – lembra do meu cursinho e da minha agência de publicidade? – e quando eu escuto de algum empresário que ele tem 14 projetos, vocês já conseguem imaginar a minha reação, não é?

A primeira coisa que eu faço é: “para um minuto, como assim catorze projetos?”. Toda essa indagação é seguida de diversas perguntas que fazem a pessoa refletir se ela tem os recursos necessários para seguir em frente. Você tem quantos braços? Apenas dois.

E a sua equipe? São formadas por quantas pessoas?

Pasmem, a maioria das respostas são “sou só eu”. São por essas e outras que você não pode, e nem deve, colocar catorze projetos na pauta. Pega um, coloca todo seu foco nele.

Essa é umas das primeiras coisas que eu falo, a questão do foco e da priorização…

Um programa de mentoria é baseado na experiência de um mentor, alguém que já passou por tudo o que você está passando. Alguém que, de fato, saiba exatamente qual é o caminho que você deve seguir. E sabe o por quê disso? Porque ele já errou várias e várias vezes.

Muitas vezes, quando eu estou na minha atuação de mentor, o meu papel é olhar para o meu mentorando e falar tudo o que eu penso sobre o negócio dele. “Hum, esse negócio não vai dar certo”, “olha, ajusta isso aqui porque ainda não está muito bem alinhado”, “não acredito muito nisso aqui não”, “foca nesse porque esse vai dar certo”.

Esse é o meu papel, eu direciono a pessoa para o caminho mais eficiente, com o maior resultado e o mínimo esforço. Repara na palavra “mínimo”, isso não quer dizer que seja sem nenhum esforço, entenderam.

Agora como tudo isso funciona na prática?

No meu programa de mentoria são 10 empresários em torno de uma mesa e, um a um, eles sentam em uma poltrona na minha frente. Essa técnica eu costumo de chamar de “hot seat” (assento quente, em tradução livre) e ali ficamos por até duas horas conversando e debatendo sobre o seu produto. É o momento em que eu uso para entender quais são as dificuldades dele, quais são os reais obstáculos que ele vem enfrentando.

Muitas pessoas chegam no “hot seat” e falam que não conseguem colocar o produto no mercado, que há uma dificuldade de se destacar no seu nicho ou expõe até um problema de relacionamento com o sócio. Lá eu consigo descobrir que o problema com o sócio vem de casa, vem de um problema com os pais. A sua experiência de vida, a sua bagagem emocional é de extrema importância para que eu consiga descobrir com o que está dando errado aí. É ali que eu faço aquelas perguntas incômodas que você não quer responder nem para a pessoa que você mais confia.

A partir de agora, além do meu Programa de Mentoria, eu tenho o #UniqueMembers – ou o U1M – que é mais uma forma de eu transformar a vida dos empreendedores espalhados pelo Brasil (e no mundo). Desde o final de 2015 já passaram mais de 200 empresários pelo meu programa, e a vontade de ampliar e potencializar ainda mais esse impacto me fez repensar um pouco sobre como tudo estava sendo trabalhado e entregar algo que impactasse o maior número de pessoas. E assim nasceu o U1M, um clube exclusivo de membros onde você vai ter mentorias online comigo, e com os meus mentores convidados, e compartilhar suas ideias, dicas e dúvidas com outros empreendedores. Deu para entender? Tudo isso é sobre uma ecologia.

Você já entendeu a sua ecologia?

O que significa isso? Digamos que o mentorando seja casado, tenha três filhos e cuida dos pais. Neste momento você fala pra ele que o trabalho vai tomar conta de 16 horas do seu dia, incluindo os finais de semana.

Impossível, ele tem uma ecologia completamente diferente de um mentorando com 22 anos, dinheiro na conta e muito tempo pra gastar. Então lembre-se: a ecologia é individual. E deve ser respeitada ao máximo.

Use o “hot seat” como um momento único. A partir do momento que o primeiro mentorando sentou, mostrou suas dúvidas, suas objeções e todas elas foram sanadas, você sabe que ali teve uma explosão de conteúdo para você. Pense em nove mentes, mais a sua, que se somam para moldar a sua estratégia. Esse é um programa de mentoria forte e que te dá resultados.

Então quando você participa de um Programa de Mentoria, você sai de todo o processo renovado, forte, sabendo exatamente o que tem que fazer. Sabendo como tem que agir em todos os ambientes, e o principal, sabendo como tem que agir com você mesmo. Este programa é muito intenso e poderoso para transformar a sua vida!

Espero que este artigo tenha clareado a sua vida sobre um Programa de Mentoria.

Grande abraço,

Conrado Adolpho.

P.S.: Se você quiser saber mais sobre o U1MUnique Members -, clique aqui e vá para o nosso site.