fbpx

E o primeiro mês já se passou… – Por Conrado Adolpho

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

E o primeiro mês do ano de 2017 já se passou. Esse foi o mês de começar a colocar a casa em ordem e traçar as metas para serem cumpridas ao longo deste ano. O que aconteceu de mais legal neste mês que já foi embora, foi voltar a manter este contato com vocês por aqui.

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de escrever e o quanto as minhas reflexões, teorias e questionamentos são densos. Neste post eu separei os meus cinco maiores conteúdos deste mês. É uma forma de vocês relembrarem o que eu falei por aqui e manter essa conexão comigo.

No dia 10 de janeiro eu falei sobre como era viciado em Jazz e em como a música ajudava na minha concentração na hora de produzir conteúdo para vocês. Veja, “Eu Sou do Jazz“.

Logo na primeira semana do ano, no dia 4 de janeiro, eu resolvi contar para vocês como foi a minha experiência surreal em estar alojado ilegalmente no alojamento de estudantes do ITA (fui estudante lá, porém o meu sonho era outro). Neste dia, eu me senti em 1964.

O primeiro post, desde que eu decide voltar a alimentar o blog, foi sobre o meu encontro com a minha infância. Sempre que lembro deste conteúdo um sentimento de nostalgia toma conta do meu peito, afinal não é sempre que temos a oportunidade de revisitar nossos primeiros “amigos”. Não sabe do que eu estou falando? Que tal ter um doce encontro com a minha infância?

No dia 19 de janeiro, o tema do post do dia foi sobre qual futuro você quer dar para os seus filhos. Eu não tenho filhos, porém eu tenho uma visão bem abrangente do que é viver neste mundo. Eu cai, tropecei, levantei e aprendi com todas as decisões que eu tomei. E deste aprendizado eu elenquei os idiomas que os seus filhos devem aprender ao longo de sua vida. Veja clicando aqui.

E por último, porém não menos importante, no dia 24 de janeiro, eu questionei todos vocês o quão essencial era o dinheiro na vida de vocês. Mas, vocês realmente refletiram sobre o assunto? Leiam mais uma vez e lembrem-se, o dinheiro não é a solução.

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram