Quem são eles? – Por Conrado Adolpho

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Dois bebês são trocados na maternidade. Um filho de uma família muito rica tem seu filho trocado pelo filho de uma família muito pobre.

Ninguém percebe, todos vão para as suas casas e as crianças são criadas normalmente pelos seus novos pais.

Você acha que o filho da família rica iria se tornar rico só por causa do seu “gene da riqueza“?

E o filho da família pobre? Será que estaria condenado a queimar toda a riqueza da nova “pretensa” família e viver na miséria porque herdou o “gene da pobreza“?

Não existe nenhuma relação entre quem são eles e quem eles vão ser.

O que vai construir as identidades deles será o que cada um deles vai fazer com as experiências que eles adquirirem ao longo da vida.

É uma decisão sobre o que fazer com o que eles receberem.

Tenho certeza de que você também acha essa ideia de gene da pobreza e gene da riqueza completamente estapafúrdia. Porém, tem gente que acha que isso existe.

Você acredita que, pasmem, algumas pessoas acreditam que só porque nasceram de uma família pobre serão pobres a vida inteira?

E pior! Tem gente que acredita que só porque é mulher nunca vai ter chance na vida e que nasceu para pilotar fogão. Acha que não tem o gene empreendedor e nunca vai conseguir fazer um negócio dar certo.

Quer saber uma mais engraçada ainda?
Tem gente que acredita que só porque nasceu negro ou índio nunca vai chegar a nenhuma posição de destaque. O gene negro e o gene índio não deixarão eles serem ninguém na vida.

Tenho certeza de que você não acredita nisso e deve estar dando risada pensando – “ha ha ha… não acredito que tem gente que pensa assim“.

Essas pessoas não sabem que não há nenhuma relação entre o lugar onde elas nasceram e quem elas são de fato. Não sabem que o destino delas não está escrito nas suas biografias.

Cada um faz sua história, independente de onde partiu.

É lógico que você, querido leitor, tem um Mindset poderoso e sabe que:

O lugar onde você vive ou nasceu não define quem você é.

A cor da sua pele não define quem você é.

A sua altura e a cor de seus olhos não definem quem você é.

Uma deficiência física não define quem você é.

Sua conta bancária não define quem você é.

Seu carro não define quem você é.

Sua casa não define quem você é.

Só você é quem pode definir quem você é. Nada mais.

Mas tenho certeza de que você não faz parte desse grupo de pessoas que acham que já nasceram predestinadas ao fracasso por causa da cor da pele ou do lugar onde nasceu, certo?

Certo?

Você não muda aquilo que não enfrenta e você não enfrenta aquilo que você não aceita.

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram