Tire sua armadura e viva mais leve

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Tire sua armadura

Quando estava na faculdade de engenharia, tinha um amigo que desconfiava de tudo. Para ele, todos tinham uma segunda intenção. Para ele ninguém fazia nada de graça. Sempre havia um interesse oculto. Talvez, nesse momento você esteja pensando “infelizmente a vida é assim e o seu amigo estava coberto de razão“. Eu lhe pergunto: “será?“.

Eu comparo esse tipo de pensamento a viver com uma enorme, pesada e protetora armadura. Ela defende você do mundo, mas não deixa que você respire direito, nem se movimente com leveza, nem sinta o mundo na sua totalidade.

Através de uma pequena fresta você só consegue ver uma parcela minúscula do mundo a sua frente, mas perde as flores em torno da estrada. Lógico que mundo traz os seus demônios, mas junto com eles também vêm os anjos. Não é possível separá-los. Se defender tanto dos demônios significa não dar chance de conhecer os anjos.

Com o passar dos anos vi esse meu amigo ficar cada vez mais isolado do mundo. Refratário a todo tipo de estranhos, sempre na desconfiança que todos só queriam se aproveitar, afastou os que queriam ajudar. No temor de que alguém lhe machucasse, rejeitou quem podia lhe amar. Hoje vive praticamente sozinho.

Não digo para ser inocente, pelo contrário. É preciso analisar antes de aceitar, porém, é preciso dar a chance do outro se mostrar. Como em um namoro que se deixa a pessoa entrar no seu coração aos poucos até que você saiba se deve entregar-lhe a chave.

A sabedoria consiste em não deixar que o mal que te façam polua o seu coração, mas dar espaço para o bem entrar e mostrar o quão bom pode ser um abraço ou um sorriso sincero. O que precisamos não é de uma armadura, mas de um filtro que analise antes de decidir se descarta ou não.

Todos sofremos e isso faz parte do nosso dia a dia. Vestirmos a armadura é tentar eliminar o processo natural de perdas e ganhos, dores e alegrias, que nos torna maduros e nos desenvolve como seres humanos. Quem não sofre não sabe o que é fazer o outro sofrer.

Há uma frase de Vinicius que há muito tomei como verdade: “quem já passou por essa vida e não viveu/ pode ser mais, mas sabe menos do que eu/ porque a vida só se dá para quem se deu/ pra quem amou, pra quem chorou, para quem sofreu“.

Tire sua armadura e viva mais leve e feliz.

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram