5 dicas essenciais para escrever um script de vendas matador

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
SCRIPT-DE-VENDAS

O Script de vendas é uma das ferramentas mais importantes de um Funil de Vendas. 

Ele é o responsável por transformar um contato (Lead) em um contrato (cliente de 1ª compra). 

O Script de vendas é o que você fala quando vai fazer a venda, seja em uma venda um-a-um, venda em uma pequeno grupo (numa apresentação em uma sala de reuniões, por exemplo), venda em grandes grupos (palestrando em um evento, por exemplo). 

Seja presencialmente, por telefone, por WhatsApp ou em um vídeo de vendas.

O Script de vendas tem partes que são essenciais para acontecer a conversão em vendas. 

Neste artigo, eu separei algumas dicas para você criar um script de vendas matador.

1. Aprenda com os melhores vendedores

Antes de começar seu Script, ANALISE O QUE JÁ ESTÁ DANDO CERTO. 

Não reinvente a roda. 

Escute ou leia gravações de vendas (gravações de ligações, conversas de WhatsApp ou gravações de vendas presenciais) e entenda o que foi feito de certo e de errado. Comece seu script daí.

2. Um script de vendas não é roteiro de filme

Um Script de vendas não é um roteiro que o vendedor tem que ler palavra por palavra. Ele deve funcionar em fases:

  • FASE 1 – Diga seu nome, o motivo da ligação e pergunte se o quase-cliente tem 5 minutos.
  • FASE 2 – Aprofunde o motivo da ligação, peça permissão para fazer perguntas e aguarde resposta.
  • FASE 3 – Comece com as perguntas fechadas de situação a respeito da empresa (funcionários diretos, se tem equipe de vendas ou não etc.)

O vendedor deverá falar cada uma dessas fases com suas próprias palavras (para ficar natural), porém, seguindo uma ordem lógica que tenha o maior impacto na venda (a ordem da “oferta irresistível”). 

3. Argumentos e Objeções

Todo Script deveria se dividir entre ARGUMENTOS (Aquilo que você fala sobre o produto) e QUEBRA DE OBJEÇÕES (a maneira como você rebate os motivos para o quase-cliente não comprar de sua empresa). 

Para isso, separe: 

  • Todos os argumentos (prova social, autoridade, garantia, escassez, demonstração etc.); 
  • Todas as objeções (está caro, não serve para mim, não funciona etc.).

E crie o script a partir dessas informações.

4. Tenha as métricas

“Você não mede o que você não gerencia”, já dizia Jack Welch. 

Sem mensuração de resultados, você não saberá qual script está dando certo e qual está dando errado. Você não saberá qual vendedor está performando melhor no início e qual está performando melhor no fechamento.

As métricas para você acompanhar: 

  • Taxa de conversão do script;
  • Receita por script;
  • Ticket médio do script; 
  • Número de vendas.

5. Quer minha ajuda pessoal?

Se quiser que eu, pessoalmente, ajude sua empresa a escrever o script para o seu Funil de Vendas.

Tenho ajudado algumas dezenas de milhares de empresas nos últimos 10 anos e posso ajudar a sua empresa também.

Tenho um treinamento específico para pequenas e médias empresas, intenso, de 4 dias de puro conteúdo aplicável, simples e brutalmente prático, totalmente focado no dono de negócio.

Você pode clicar no banner abaixo e acessar a página oficial e, se tiver interesse, se cadastrar para falar com um de meus consultores.

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram